Renato lamenta derrota, mas comemora desempenho dos jovens

Para técnico do Grêmio, inocência e falta de ritmo foram decisivas

28 de maio de 2017 - Às 21:17
Foto: Marlon Costa / Futura Press / Folhapress / CP

O técnico Renato Portaluppi lamentou a derrota do Grêmio para o Sport, neste domingo, por 4 a 3, na Ilha do Retiro, principalmente, porque o time reserva iniciou vencendo, mas acabou cedendo a virada. Apesar do resultado negativo, o treinador fez questão de homenagear os atletas que tiveram a primeira oportunidade ou voltaram a vestir a camisa do Tricolor.

“Se colocasse metade do time que vinha jogando, com o pessoal desgastado, qualquer um deles poderia ter uma lesão muito séria e teríamos um prejuízo muito grande para o jogo de quarta-feira. Além disso, estou orgulhoso do time que jogou hoje. Honraram a camisa do Grêmio. Se entregaram. Fizeram o que foi pedido taticamente. Podíamos ter matado no primeiro tempo, mas são coisas do futebol. No segundo, o Sport cresceu muito e tomamos a virada. Não faltou luta”, revelou Portaluppi.

O treinador destacou ainda que a “inocência” de alguns atletas e a falta de ritmo de outros foram determinantes para a derrota. “Tivemos uns probleminhas e perdemos o jogo por isso, mas é a coisa supernormal, a inocência e a falta de ritmo de alguns deles. O Grêmio tem uma garotada e, mais cedo ou mais tarde, precisamos soltar eles para mostrarem os seus talentos. Alguns atletas aproveitaram as oportunidades e outras virão. Lógico, ficamos tristes pelas derrotas, mas todos têm total apoio”, declarou o técnico. “Não é fácil jogar dentro da Ilha. Faz parte, vamos aprendendo com a vida”, completou.

O grupo que está em Recife viaja para o Rio de Janeiro, onde se encontra com os titulares no período da tarde. Na terça-feira ocorrerá o treino preparatório com todo o grupo para o confronto contra o Fluminense, pela Copa do Brasil. O jogo está marcado para quarta-feira, às 19h30min, no Maracanã. O tricolor venceu a partida de ia por 3 a 1 na Arena.



Veja também