O Grêmio ficou no 1 a 1 com o Ypiranga, na tarde deste domingo, e perdeu o 100% no segundo turno do Campeonato Gaúcho. Para o técnico Renato Gaúcho, a atuação era suficiente para um resultado melhor, mas isso não ocorreu por conta de faltas de tranquilidade e atenção do time. O horário da partida também foi citado.

O duelo começou as 11h da manhã, e isso, segundo o comandante gremista, muda muito a rotina dos jogadores. O que tira naturalidade dos atletas para atuar. Além disso, Renato também citou que o Grêmio criou bastante, mas não teve tranquilidade para transformar o volume em gols.

— Dificuldades normais, adversário joga por uma bola, é o estilo de jogo. O Grêmio sempre propõe, criou bastante. Não fez uma excelente partida, mas deu para o gasto. Criou bastante, principalmente para domingo de manhã. Não serve de desculpa, mas tudo muda, alimentação, horários. É um pouco mais difícil. E temos que dar méritos para o adversário que se defendeu muito bem — destacou Renato.

Renato comanda o Grêmio em empate — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Renato comanda o Grêmio em empate — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

A principal chance do segundo tempo caiu nos pés de Matheus Henrique, que ficou cara a cara com o goleiro adversário, mas parou em Deivity. O lance exemplifica o que o treinador chamou de falta de tranquilidade na hora de definir as jogadas.

— Uma das coisas que mais cobro a minha equipe é ter a tranquilidade do último passe, na hora do chute, de decidir a jogada. Evitar ao máximo o chute do adversário próximo do nosso gol. No caso em frente da nossa área foi o que aconteceu e acabamos tomando o gol, eu cobro bastante. Faltou um pouquinho de atenção e de tranquilidade — resumiu.

O Tricolor chegou aos 13 pontos e lidera o Grupo B do returno do Gauchão. Se o Brasil de Pelotas e o Caxias não vencerem nesta rodada, o Grêmio estará garantido na semifinal. Na próxima quarta, o duelo será com o Novo Hamburgo, pela última rodada da fase classificatória.



Veja também