Renato Gaúcho elogia entrega do Grêmio: ‘A cada partida faz com que me orgulhe mais’

Renato sente orgulho "O mais importante é que o grupo honrou a camisa"

13 de dezembro de 2017 - Às 05:46
Foto: Getty Images

O Grêmio teve muito trabalho, viu o Pachuca assustar, mas conseguiu se classificar à final do Mundial de Clubes ao vencer por 1 a 0 na prorrogação, nesta terça-feira. Depois do triunfo e da classificação, o técnico do time tricolor, Renato Gaúcho, destacou a vontade demonstrada por seus comandados.

“O mais importante é que o grupo honrou a camisa. A cada partida faz com que me orgulhe mais”, afirmou na entrevista oficial na saída de campo. “No início estava um pouco nervoso”, declarou o treinador. “O Éverton foi feliz na prorrogação. Valeu o espírito de luta. É fim de ano, o time está cansado. Agora vamos pensar na final”.

Autor do gol da partida, Éverton, que começou no banco de reservas, adotou um discurso parecido, falando que o time começou um pouco tenso e, por outro lado, mostrou muita raça.

“Creio que sim (ao ser questionado se era predestinado). Já faz algum tempo que venho entrando e dado conta do recado. Mas não sou só eu. O professor comentou com a gente que a ansiedade estava atrapalhando, de chegar à final. O time estava ansioso, errando passes que não estava acostumado”, declarou o meia-atacante.

 “Hoje era o jogo das nossas vidas, como vai ser o próximo. Todo jogador sonha com esse momento. Temos que dar o sangue, comer grama, e hoje não foi diferente.”

O Grêmio agora aguarda o vencedor entre Real Madrid e Al-Jazira na decisão do Mundial, que ocorrerá no sábado.



Veja também