Foto: Ricardo Giusti

Paulo Victor fez uma estreia segura pelo Grêmio. Não tomou gol e, de quebra, defendeu um pênalti cobrado por Robinho nos minutos finais da vitória por 2 a 0 sobre o Atlético-MG. A atuação rendeu elogios do técnico Renato Portaluppi, mas não a titularidade — que ainda é de Marcelo Grohe.

— Aqui, ninguém ameaça ninguém. Todo jogador do plantel tem de estar bem. Ele se saiu muito bem. Independentemente de quem entra em campo, tem de entrar bem para ter a confiança do treinador. Mas, quarta-feira, o Marcelo (Grohe) volta — assegurou o treinador.

Depois da partida, Paulo Victor comemorou a chance de jogar no Grêmio:

— Eu tenho muito a agradecer ao Renato pela confiança por ter me trazido para o Grêmio, ao (executivo André) Zanotta, ao meu procurador, Vinicius Prates. Pessoas que foram importantes por acreditar — disse o camisa 48.

Na quarta, o jogo do Grêmio é pela Libertadores, diante do Godoy Cruz. Se Grohe não levar gols, o time estará garantido nas quartas de final da competição.



Veja também