Eterno dono da camisa 7 no Grêmio, o técnico Renato Gaúcho foi só elogios ao atual detentor do número no time: Matheus Henrique. O volante marcou um dos gols da vitória por 2 a 0 sobre o América de Cali na noite desta terça-feira, pela Libertadores, e lembrou o treinador em sua comemoração.

Em entrevista coletiva após a partida, Renato não deixou de brincar com o garoto, que acabaria substituído por cansaço. Além disso, valorizou – e muito – os três pontos somados na Colômbia.

Renato vestia a 7 quando jogava pelo Grêmio nos anos 80. Nesta noite, viu o jovem Matheus Henrique fechar o placar na estreia pelo Grupo E da Libertadores com o número às costas. Aos 29 minutos do segundo tempo, pediu para sair. O comandante descontraiu ao falar sobre o cansaço do atleta.

— O garoto ficou tão emocionado que fez o gol e cansou. A camisa ficou pesada. Garoto bom, tem futuro grande no Grêmio, tem evoluído bastante. Sem dúvida alguma, é nível de Seleção. Brinco com eles (jogadores) que a 7 é pesada, mas é tom de brincadeira. Nas férias, (Matheus) ligou pedindo. Dei porque sabia que faria bom uso. No futuro, sem dúvida vai estar jogando na Europa — comentou.

Renato Portaluppi em América de Cali x Grêmio, pela Libertadores — Foto: Eduardo Moura/GloboEsporte.com

Renato Portaluppi em América de Cali x Grêmio, pela Libertadores — Foto: Eduardo Moura/GloboEsporte.com

Apesar das brincadeiras, Renato valorizou os três pontos somados, ainda mais fora de casa. Também falou sobre a principal característica do Grêmio e as dificuldades pelas quais a equipe passou.

— Fizemos um gol que deu tranquilidade, para usar o que temos de melhor: o toque de bola. Infelizmente o campo não ajudou, minha equipe recuou e o América cresceu. Poderíamos ter matado o jogo, estava bem controlado. Libertadores é bem difícil, principalmente fora de casa. O América valorizou nossa vitória, o estádio aplaudiu — finalizou.

A delegação gremista desembarca em Porto Alegre na noite desta quarta-feira. Com o resultado, o Tricolor soma os mesmos três pontos que o líder Inter, mas fica em segundo lugar pelo saldo de gols. Agora, terá o histórico Gre-Nal no dia 12, às 21h, na Arena. Antes disso, o Tricolor atua pelo Gauchão no domingo, às 16h, contra o Pelotas, na Boca do Lobo.



Veja também