Foto: Rafael Ribeiro / Framephoto Folhapress / CP

Um elogio e um alerta. Para isso o técnico Renato Portaluppi aproveitou a entrevista coletiva após a vitória de 2 a 0 sobre o Fluminense no Maracanã na noite desta quinta-feira. O treinador rasgou elogios ao time pela atuação, mas ressaltou que a humildade tem sido a principal arma para o Tricolor chegar ao bom momento que está na temporada.

“Foi uma apresentação muito boa. Enfrentamos mais uma vez uma grande equipe no Maracanã. Desde o começo do jogo procuramos neutralizar a equipe do Fluminense, não dar espaços para a equipe adversária. Fizemos o gol em uma bola parada, o que deu uma tranquilidade maior para a nossa equipe”, disse Renato, que afirmou ainda ser cedo para projetar quem vai brigar pelo título do Brasileirão.

“Campeonato recém está começando. Penso que todas as equipes buscam tirar proveito deste começo para acumular gordura. O sucesso da nossa campanha é trabalho. É bastante trabalho respeitando os adversários. A gente procura impor a nossa maneira de jogar, tanto em casa quanto fora. Nossa principal virtude é a humildade”, alertou.

“O mais importante é o Grêmio seguir pensando nele. Temos os nossos objetivos. Buscamos sempre os três pontos, independente do lugar onde jogamos. O Grêmio se impõe, valoriza posse de bola e se impões quando pode”, continuou.

Posicionamento de Maicon pode ser repensado

O técnico Renato Portaluppi voltou a repetir a formação com Maicon ao lado de Arthur e Michel no meio-campo na vitória sobre o Fluminense. Com o capitão atuando adiantado como meia no primeiro tempo e recuado para a função de volante no segundo, o treinador admitiu que ainda busca a melhor formação para encaixar o trio.

“Já tinha falado com o Maicon e o Arthur, conversei com eles no intervalo, troquei as posições. A gente sempre busca o melhor para o time e para o jogo. Vamos ver ainda o que vamos fazer. Sei que é diferente jogar com esses três jogadores no meio. Nos dois jogos que eles atuaram juntos nós ganhamos, mas tenho que respeitar quando um jogador não se sente bem em uma posição. Vamos conversar”, admitiu.



Veja também