O duelo contra o rebaixado Brusque, nesta quinta, às 20h, na Arena, será o último ato do Grêmio na Série B. Renato Portaluppi, Kannemann e Léo Gomes puxam a fila das possíveis despedidas daqueles que possuem contrato até o fim do ano. O futuro deles e de outros passará pela eleição presidencial.

Com o acesso garantido há 12 dias, o foco nos bastidores está voltado para o planejamento do próximo ano. O pleito está marcado para os dias 7, no Conselho Deliberativo, e 12, com voto do associado. O novo presidente terá a missão imediata de definir o futuro do treinador e iniciar a reformulação do grupo.

Os candidatos dialogaram com Renato e confirmaram publicamente o interesse em mantê-lo. O treinador, por sinal, já pensa no grupo para 2023. Na entrevista pré-jogo, revelou ter uma lista de reforços pronta, além de propostas de outros clubes. A prioridade será do Grêmio e nenhuma decisão será tomada antes da eleição. A tendência de momento é pela continuidade.

Kannemann, por sua vez, pode dar adeus à torcida nesta noite. A qualidade e a trajetória no clube são indiscutíveis. Por outro lado, as frequentes lesões ligam o sinal de alerta. O zagueiro disputou apenas 36 dos 126 jogos nos dois últimos anos. O argentino, na pré-lista para a Copa, consta nos planos do clube, mas segue aberto a sondagens.

Outros quatro atletas, entre os 22 relacionados para a despedida do Tricolor na Série B, têm contrato encerrando em dezembro. Os casos que recebem atenção especial são de Léo Gomes e Nicolas. Os laterais têm chances de permanecer para a próxima temporada. Ambos querem ficar.

Renato e Kannemann em treino do Grêmio — Foto: Lucas Uebel / Grêmio, DVG

Renato e Kannemann em treino do Grêmio — Foto: Lucas Uebel / Grêmio, DVG

O lateral-direito voltou a jogar depois de três anos, assumiu a titularidade no jogo do acesso contra o Náutico e está sob avaliação. Já Nicolas, cedido pelo Athletico, não deve voltar a Curitiba. Dos nove jogos desde a chegada de Renato, entrou em quatro, uma vez como titular. O canhoto de 25 anos é o líder em assistências do Grêmio, com 10 passes para gol.

Emprestados por Mirassol e Corinthians, Rodrigo Ferreira e Janderson, respectivamente, dificilmente estarão no elenco gremista na virada do ano. O desempenho de ambos não agradou e tudo indica que serão devolvidos. Na contratação do atacante, o Tricolor adquiriu 20% dos direitos econômicos.

Fora do jogo contra o Brusque por lesão, Edilson (desconforto no quadril), Diego Souza (pós-cirurgia de hérnia inguinal) e Elkeson (lesão muscular) não devem continuar. O artilheiro do Grêmio na temporada com 19 gols alimenta esperança em prorrogar o contrato. A renovação de Renato seria um trunfo para o centroavante de 37 anos.

Também no departamento médico, Biel se recupera de lesão muscular na coxa direita. O meia-atacante soma cinco gols e seis assistências, além de ter sido o destaque do time no returno da B. O jovem de 21 anos está emprestado pelo Fluminense até dezembro. A opção de compra estipulada em contrato é de US$ 2 milhões de dólares (R$ 10,2 milhões na cotação atual).

No último treino antes de pegar o Quadricolor catarinense, Renato adotou mistério sobre a escalação. A tendência é que dê oportunidade para alguns jogadores ganharem minutos, como o goleiro Adriel, o terceiro na hierarquia da posição.

O provável Grêmio para o último jogo pela Série B tem: Adriel; Léo Gomes, Bruno Alves, Kannemann e Nicolas (Diogo Barbosa);Villasanti, Bitello e Lucas Leiva; Gabriel Silva, Campaz e Guilherme.

O Grêmio recebe o já rebaixado Brusque nesta quinta-feira, às 20h, na Arena. É o último jogo das equipes na edição 2022 da segunda divisão. No turno, no interior de Santa Catarina, os times empataram por 1 a 1.



Veja também