Renato destaca entrega do grupo e pede estátua na Arena após título

Técnico comandou o time na conquista da Copa do Brasil 2016

8 de dezembro de 2016 - Às 06:22

Maior jogador da história do Grêmio, Renato Portaluppi entrou na noite dessa quarta-feira para a galeria dos treinadores campeões pelo clube. Sem fugir ao seu estilo brincalhão, o treinador afirmou após a conquista da Copa do Brasil que agora a torcida deve construir uma estátua sua na Arena após tirar o Tricolor da fila de 15 anos sem grandes conquistas.

“Cadê o presidente? Já que ele não está aqui, vou falar para o Adalberto Preis (vice de futebol). Eu tinha falado para os jogadores e vou falar agora, se quiserem fazer ali atrás do gol, na frente da Geral, podem fazer uma estátua minha”, disse aos risos. “O tamanho vocês escolhem. Pode ser atrás do gol”, seguiu o treinador.

Foto: Jefferson Bernardes
Foto: Jefferson Bernardes

“Para mim é uma felicidade muito grande. No Grêmio eu me sinto em casa. Estar na sua casa e conquistar um título da maneira que nós conquistamos é difícil de explicar. É uma coisa maravilhosa. A torcida merecia. O título de campeão estava engasgado. Fico feliz de ter contribuído com todo mundo e ter dado esse presente maravilhoso de final de ano para a nossa torcida. A minha felicidade é ver o nosso torcedor feliz depois de tantos anos”, completou.

Renato também recordou das críticas que recebeu ao ser contratado pelo Grêmio por estar há dois anos sem treinar nenhum clube. O técnico, novamente rindo, disse que quem sabe de futebol não desaprende. “Futebol para quem conhece é que nem andar de bicicleta. Quem precisa, estuda. Quem precisa estudar, vai para a Europa. Quem não precisa pode ficar na praia. Quem sabe, sabe. Quem não sabe vai estudar”, declarou.

O treinador ainda elogiou a determinação do elenco para conquistar o título e tirar o Grêmio da fila. “Falei ontem que o meu grupo estava preparado para ser campeão. O treinador sente isso. Eu estava sentindo isso há muito tempo. Esse grupo merecia dar essa volta olímpica e presentear o torcedor”, afirmou.

“A gente trabalhou um pouco mais na Copa do Brasil e fomos recompensados. Era o caminho mais rápido para chegar à Libertadores. A gente estava sempre grudado no pessoal da frente no Brasileirão, mas a chance de título era na Copa do Brasil. Nós agimos certo e a resposta está aí, o Grêmio conquistando um título após tantos anos”, completou Renato ,que encerrou a coletiva dizendo que “o campeão voltou”.

Humorista na concentração para levantar o astral do elenco

O técnico Renato Portaluppi admitiu que a tragédia envolvendo a Chapecoense abalou o elenco gremista. Preocupado em levantar o astral do elenco às vésperas da decisão, o treinador pediu para um humorista ir à concentração na última segunda-feira para descontrair os atletas.

“Os jogadores tinham colegas lá, da mesma forma que eu tinha amigos lá, vocês (imprensa) também. O grupo sentiu, mas a cada dia fomos colocando na cabeça deles que era importante ganhar o título. Conversamos bastante. Todos os dias falávamos sobre isso. Na última segunda-feira tive uma ideia de levar um humorista na concentração para levantar o astral do nosso grupo. Levamos o Paulinho Mixaria e ajudou. Foram dias decisivos, a gente sempre conversando e fazendo as coisas certas para ter o grupo 100% para a decisão”.



Veja também