Foto: Bruno Alencastro /Agencia RBS

O técnico Renato Portaluppi lamentou a derrota para um adversário direto no Brasileirão, mas procurou minimizar o resultado deste domingo (25), na Arena. Na avaliação do treinador, a sequência desgastante de jogos teve um papel decisivo no 1 a 0 a favor dos paulistas, mas o Brasileirão ainda dá um tempo longo de recuperação.

“O Brasileiro é longo, difícil. Antes mesmo da partida, falei que o campeonato recém começou. Tem muita coisa para acontecer. Tinha falado para a equipe que o jogo seria estudado por ambas as partes. As duas equipes jogam em um sistema tático igual, o 4-2-3-1. Iríamos ter poucas oportunidades, quem aproveitasse, sairia com a vitória. Infelizmente, foi o Corinthians”, disse.

Renato procurou defender o goleiro Marcelo Grohe, que recebeu críticas no lance do gol corintiano — a bola chutada por Jadson passou por entre as pernas do goleiro gremista.

“Não vem tendo queda (de rendimento). O jogador do Corinthians chutou cara a cara com ele. Não acredito que tenha sido uma falha. A bola passou no meio das pernas, mas o jogador não chutou de longe. O Marcelo tem nos ajudado bastante. Não acredito que tenha sido uma falha, são coisas que acontecem”, ponderou.

O Grêmio está envolvido em outras duas competições, Copa do Brasil e Libertadores. Enquanto isso, o Corinthians joga apenas a Sul-Americana — e não entra em campo pelo torneio desde maio —, além do Brasileirão. Para o técnico gremista, a sequência foi determinante.

“É uma vantagem enorme (jogar menos competições). De um planeta para o outro. Falei que era preciso acumularmos gordura, porque sabíamos que o Grêmio seria um dos grandes prejudicados no Brasileiro. Falei que, se o Grêmio não estivesse na Libertadores e na Copa do Brasil, estaria entre os três que disputariam o Brasileiro. Como trabalhamos em um clube grande, temos outras competições. O desgaste é natural, muito grande. Quem não disputa as outras competições, por um lado frustra o seu torcedor, mas por outro, joga uma vez por semana e vai ser poupado do desgaste”, observou.

Na quarta-feira, o Grêmio vira a chave para a Copa do Brasil. O time recebe o Atlético-PR, na Arena, no jogo de ida das quartas de final.



Veja também