Renato critica primeiros minutos: “Parecia que estavam em outro planeta”

Treinador do Grêmio lamentou erros no começo do jogo em derrota para o Botafogo

14 de agosto de 2017 - Às 06:02
Foto: Rafael Ribeiro / Press Digital / CP

O técnico Renato Portaluppi apontou para os erros cometidos no começo do jogo com o Botafogo como motivos para a derrota por 1 a 0 na noite deste domingo, no estádio Nilton Santos, em partida valida pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ao seu estilo, o treinador disse que parecia que os jogadores do Grêmio “estavam em outro planeta” nos primeiros 20 minutos do confronto.

“O Grêmio nos primeiros 20 minutos parecia que estava em outro planeta. Chamei a atenção do time no intervalo para isso. Pagamos caro nos primeiros 20 minutos, que não entramos com atenção. É difícil você fazer gol, ainda mais quando o adversário sai na frente. Nós melhoramos a partir dos 20, tivemos a chance mais clara no pênalti, que, infelizmente, erramos”, afirmou o treinador, que ressaltou a necessidade de manter o foco ao longo dos 90 minutos.

Sempre falo para o meu grupo que tem que ter foco os 90 minutos. Não adianta ter foco por 60 ou 70 minutos. Não tivemos naquelas 20 minutos e pagamos caro por isso”, seguiu.

O pênalti citado por Renato foi perdido por Marcelo Oliveira já nos acréscimos do primeiro tempo. O treinador justificou a escolha do jogador porque o lateral estava confiante para bater. “O critério são os jogadores que batem bem durante a semana. O Marcelo é um jogador que bate bem. Ele se sentiu confiante e eu falei para ele bater. Ele se sentiu seguro e, infelizmente, errou. Eu sempre tenho que escolher um. A ordem era tanto para ele quanto para o Fernandinho bater. Ele estava confiante, bateu e, infelizmente, errou”.

Esperança de alcançar o Corinthians

Com a derrota, o Grêmio perdeu a chance de diminuir a diferença para o líder Corinthians, que não jogou na rodada – a partida com a Chapecoense foi adiada para o ia 23. Ainda assim, o técnico Renato Portaluppi não jogou a toalha na briga pelo título do Brasileirão.

“A cada rodada vai ficando mais difícil, mas é aquilo que sempre falei, o Corinthians vai tropeçar. Não tenho dúvidas de que eles vão tropeçar, mas o Grêmio também vai, principalmente porque a gente usa um time diferente no Brasileiro daquele da Copa do Brasil e da Libertadores. É difícil, mas vamos brigar no Brasileiro enquanto tiver chances”, projetou.



Veja também