O Grêmio se incomodou bastante com o técnico Jorge Jesus nos últimos dias. Uma ligação do português para Everton, alvo do Benfica e com negociação em andamento, antes do Gre-Nal desta quarta-feira causou a indignação nos bastidores. O técnico Renato Gaúcho criticou a postura do colega de profissão antes da decisão do segundo turno do Gauchão, mas revelou que um pedido do jogador selou a escalação dele no clássico.

Segundo o relato do técnico do Grêmio, Jesus entrou em contato com Everton ainda na segunda-feira, em meio às reuniões que encaminharam o negócio entre os clubes. A intenção era retirar o atleta do clássico desta quarta, conforme Renato disse em entrevista coletiva após a vitória.

As tratativas tiveram novo capítulo na terça-feira, mas sem conclusão do negócio. O Grêmio fez exigências no pagamento que não foram aceitas. A negociação, segundo Renato, “retrocedeu” pela insatisfação gremista com o ocorrido.

“O que nos aborreceu foi isso. Imagina como um europeu ira tratar um brasileiro se ligasse para um jogador do Benfica às vésperas de decisão. O presidente foi feliz quando falou que por esse ato, as coisas deram uma retrocedida. Ele está certíssimo” (Renato Gaúcho)

— O que me aborreceu foi o Jesus ligar para o jogador. O treinador estrangeiro vem, faz um bom trabalho e a imprensa trata isso como normal. Não é normal, não. Em momento algum o Everton disse que não queria jogar. O Benfica que pediu para ele não jogar. Sabia que estava às vésperas de decisão, que não estava fechado, tentou fazer a cabeça para não ele não jogar e nos aborreceu bastante. Sabíamos o que tinha acontecido e ficamos calados. Foi o que me aborreceu — criticou Renato.

Everton Cebolinha levanta taça de campeão do 2º turno do Gauchão — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Everton Cebolinha levanta taça de campeão do 2º turno do Gauchão — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O comandante do Grêmio não foi o único a se manifestar. O presidente Romildo Bolzan já havia reclamado da postura de Jesus para um jornal português antes do Gre-Nal. E o vice de futebol, Paulo Luz, também pediu respeito ao clube.

— Minha reação é de indignação. Profissional do nível do JJ tem ciência, conhece muito vestiário, estava tentando criar um constrangimento. Só não houve porque o Everton é um grande profissional e há um ambiente no vestiário do Grêmio, sob a liderança do Renato, que consegue nestes momentos amparar uns aos outros. Pela sua grandeza, o Grêmio merece respeito seja de quem for. De qualquer parte do mundo — apontou Luz.

Reunião no fim da noite sela escalação

Apesar da negociação adiantada com os portugueses, Everton bateu na porta do técnico na concentração, na noite anterior ao clássico, próximo das 22h. Surpreendeu o treinador, que não esperava o atacante e tinha treinado Pepê como titular no treino da tarde. Mas o Cebolinha, envolvido nos dois gols do Grêmio no Gre-Nal, pediu para jogar.

Além do pedido para jogar, Renato reforçou a importância do atacante para o elenco e para o time. Também destacou novamente que o negócio não estava fechado e, enquanto não houvesse esse acerto final, ele ainda era jogador gremista.

— Muita gente estava falando que ele não iria jogar, estava vendido, que não estava focado. O Everton pediu pelo amor de Deus para jogar. Isso me deixou feliz. É um grande profissional. Falou para o grupo que queria jogar, se fosse a última partida ou não. Então, dormi tranquilo. Iria jogar o Pepê que está em momento bom, mas o Everton é o Everton. Fiquei muito feliz, acordei mais tranquilo — brincou Renato.

Everton se emociona após título pelo Grêmio e fala em despedida

Everton é um pedido de Jorge Jesus para reforçar o Benfica no atual projeto conduzido pelo ex-técnico do Flamengo. A negociação está adiantada, conforme o próprio jogador confirmou, mas ainda não há um acordo.

A proposta do Benfica por ora está em 22 milhões de euros (R$ 140 milhões), mas o Grêmio tenta ainda aumentar gatilhos para receber mais a partir de metas estabelecidas. A forma de pagamento também é um entrave, já que o clube português quer parcelar em cinco anos e, para aceitar isso, o Tricolor propôs uma taxa de juros que assustou o Benfica.

Além do clube português, o Everton, da Inglaterra, também está em contato e fez proposta pelo jogador em quantia semelhante. O Tricolor garante que ainda negocia e afirma ainda que há outros clubes interessados.

Everton na Arena para o Gre-Nal — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Everton na Arena para o Gre-Nal — Foto: Lucas Uebel/Grêmio



Veja também