A vaga para a final do segundo turno do Campeonato Gaúcho está nas mãos do Grêmio. Mas veio com necessidade de suar até os acréscimos da etapa final no 4 a 3 sobre o Novo Hamburgo, na noite deste domingo, na Arena. O técnico Renato Gaúcho criticou a postura da equipe, cobrou concentração e disse que o time se acomodou após abrir vantagem no placar.

O Tricolor abriu 2 a 0 em 20 minutos do primeiro tempo e parecia pavimentar uma vitória tranquila. Mas ao final dos 45 minutos, o Novo Hamburgo havia empatado em 2 a 2. O time voltou do intervalo, saiu novamente à frente, mas em pênalti cometido por Jean Pyerre, sofreu o empate depois dos 30 do segundo tempo. Nos acréscimos e após erro da defesa, Luciano garantiu o Gre-Nal na final do returno.

“Hoje foi mais vacilo nosso no jogo. Fizemos o mais difícil, o 2 a 0. Deu uma tranquilidade para matar o jogo. Ao invés de aproveitar, a gente meio que se acomodou. Foi um erro grave nosso. Havia alertado quanto ao que poderia acontecer e aconteceu porque nos acomodamos” (Renato Gaúcho)

— Que sirva de lição, amanhã ou depois pegamos um adversário mais competente e não vamos conseguir a vitória. É o que acontece na quarta, mais um Gre-Nal e só um passa. Sabemos que precisamos melhorar, mas sabemos que quatro meses sem jogar é difícil. Daqui a pouco está melhor em uma partida, depois recaída na outra. Importante é que o Grêmio chegou. Vamos jogar na nossa Arena, a gente sabe o quanto é difícil o Gre-Nal, mas para os dois. Vamos procurar corrigir os erros que apresentamos e tentar classificação na próxima quarta-feira — completou o treinador.

Renato Grêmio x Novo Hamburgo — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Renato Grêmio x Novo Hamburgo — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

O Novo Hamburgo conseguiu o empate em cobrança de falta de Zé Mário e depois erro de Matheus Henrique na saída de bola. No segundo tempo, após o terceiro gol gremista, Jean Pyerre cometeu pênalti. O treinador gremista criticou a postura de sua equipe com a vantagem no placar, especialmente no primeiro tempo.

— Começamos a fazer jogadas que não estamos acostumados. Tem que ter objetividade. Não adianta tocar a bola para o lado. É o que peço muito para o time. Quando fizemos isso, conseguimos os dois gols, deixamos de fazer, começamos a inventar jogadas de efeito, não tivemos concentração total de alguns jogadores. Tivemos erros infantis e o adversário se aproveitou. Fizemos o mais difícil e de repente na cabeça de alguns a classificação já estava garantida — analisou o comandante.

O Grêmio agora volta a treinar nesta segunda-feira e encara o maior rival na decisão do returno. O duelo está previsto para a próxima quarta-feira, às 21h30, na Arena, que precisa ser liberada pela Prefeitura de Porto Alegre. O vencedor do Gre-Nal encara o Caxias na grande final do Gauchão, em jogos de ida e volta.



Veja também