Foto: Vinícius Costa/BP Filmes

O Grêmio perdeu o primeiro jogo das quartas de final da Libertadores para o Palmeiras por 1 a 0, na Arena, mas acabou elogiado pelo técnico Renato Gaúcho. Em entrevista coletiva após a partida desta terça-feira, o comandante tricolor citou falta de finalizações e disse que a equipe saiu derrotada por uma infelicidade.

No auditório do estádio gremista, Portaluppi não demonstrou abatimento. Classificou como “golaço” o chute desferido por Gustavo Scarpa em cobrança de falta que definiu o placar do duelo. Também ressaltou a qualidade do adversário e rechaçou mudar a forma de jogar.

– O Grêmio jogou bem. Enfrentamos uma grande equipe, bem treinada. Joga bem fechada, buscando o erro do adversário e sai para o contra-ataque. Mas não adianta mudar a forma de jogar. O Grêmio foi infeliz hoje (terça-feira). O Scarpa acertou esse chute. Perdemos aqui e podemos ir lá (em São Paulo) e vencer também – comentou o treinador.

De acordo com as estatísticas da Conmebol, o Grêmio concluiu 13 vezes, nem todas ao gol do Palmeiras. Porém, chance real de fato, não houve. Renato concordou que seu time rodou demais a bola e explicou a dificuldade em arrematar ao gol de Weverton.

– Às vezes, a gente exagera nos toques de bola. Mas às vezes tem que finalizar e não finaliza. Só que não adianta chutar por chutar. O jogador pode estar sem o posicionamento ideal do corpo, ou algo assim. Muitas vezes jogamos contra equipes bastante retrancadas e não aparece o espaço suficiente para chutar – agregou.

Com o resultado, o Grêmio precisa vencer o Palmeiras no jogo de volta para se classificar às semifinais da Libertadores. Se devolver o placar da Arena, a decisão vai para os pênaltis. Em caso de vitória por um gol de diferença a partir de 2 a 1, garante a classificação.

O segundo encontro das quartas de final ocorre na terça-feira da próxima semana, no Pacaembu. Antes, o Tricolor recebe o Athletico-PR pelo Brasileirão, no sábado, às 17h, na Arena.



Veja também