Renato cita falhas e pede foco absoluto contra Guarani no Paraguai

Técnico do Grêmio disse que equipe vive semana decisiva

18 de abril de 2017 - Às 16:59
Foto: Lucas Uebel

O Grêmio vive momentos de decisão na temporada. Não só pelo duelo importante contra o Guaraní, do Paraguai, na próxima quinta-feira, mas por conta do confronto contra o Novo Hamburgo, no próximo domingo, pelo Gauchão. O técnico Renato Portaluppi citou que o time nos últimos jogos tomou gols por falhas e pediu foco absoluto na partida da Libertadores.

“Faltou foco (nesses últimos jogos). Não tirando os méritos dos adversários, mas os três gols que sofremos foram por falhas nossas. Temos que ter atenção total, concentração nos 90 minutos. Temos um jogo que vale a liderança no grupo da Libertadores, e queremos o maior número de pontos por conta da classificação. Se não conseguirmos o nosso objetivo no domingo, estamos fora do campeonato. Vivemos uma semana decisiva por conta disso”, afirmou Renato.

O comandante gremista minimizou as ausências de Edilson, Léo Moura e Bolaños do treinamento. Segundo Renato, é normal que jogadores sejam preservados dos treinos 48 horas depois dos jogos. “Normalmente, as partidas são pegadas e tem sempre aquela batida que ocorre no jogo. A gente quer eles 100% e vamos recuperá-los com musculação e fisioterapia”, explicou.

Renato destacou ainda que o Grêmio não teve muito tempo para treinar, mas comentou que isso é o ônus de se trabalhar em uma equipe grande. “É o preço que se paga por trabalhar num clube como o Grêmio, que disputa mais campeonatos que um time do interior. É complicado atuar no Paraguai. Vamos atuar contra uma equipe que lidera a nossa chave junto com o Grêmio. Não podemos dar mole”, enfatizou.



Veja também