O Grêmio voltou a apresentar um rendimento de dois tempos distintos na Arena. Na avaliação do técnico Renato Gaúcho após o empate por 1 a 1 com o Cruzeiro, na noite desta quarta-feira, a primeira parte foi marcada por erros de passes. Na etapa final, porém, foi para cima e “amassou” o adversário, afirmou o treinador.

Na entrevista coletiva após a partida, Portaluppi salientou que não há motivos para precoupação devido ao resultado negativo. Ele ressaltou o espírito ofensivo da equipe ao voltar para segundo tempo e buscar a reação depois de sofrer o 1 a 0.

– No primeiro tempo, erramos muitos passes e proporcionamos contra-ataque para o Cruzeiro, o que dificilmente o Grêmio erra. Aceitamos muito o que fizeram. Mas infelizmente acontece. Se o Grêmio faz o gol no primeiro tempo, o Cruzeiro tem que sair, e a história seria bem diferente. Mas, no segundo tempo, o Grêmio amassou a equipe do Cruzeiro. Nem sempre você vai ser melhor e vai ganhar – comentou.

Técnico do Grêmio diz que sai "contente" com rendimento do time (Foto: Eduardo Moura)

Técnico do Grêmio diz que sai “contente” com rendimento do time (Foto: Eduardo Moura)

Mais uma vez, o comandante tricolor falou sobre as retrancas enfrentadas na Arena. Para ele, a Raposa foi outro adversário que se postou fechado em Porto Alegre. Voltou a comparar a situação vivida pelo Grêmio como mandante com as seleções na Copa do Mundo da Rússia.

– Vimos os melhores jogadores do mundo na Copa do Mundo fazendo isso. Não é o Grêmio que não vai ter dificuldades. Isso é normal, faz parte do jogo. Cabe à equipe que quer vencer ter alternativas para buscar o gol. O que beneficiou o Cruzeiro foi ter saído na frente – acrescentou.

Apesar do empate, o time gaúcho mantém a quarta colocação no Brasileirão, sem chance de ser ultrapassado ao fim da rodada. Tem os mesmos 37 pontos do Flamengo, em terceiro e que joga na quinta-feira. O próximo desafio tricolor é contra o Atlético-PR, no sábado, às 19h, na Arena da Baixada.



Veja também