O Grêmio voltou a perder por 2 a 1 dentro da Arena. Na noite desta quinta-feira, desta vez pelo Campeonato Brasileiro, a derrota foi para o Sport. O técnico Renato Portaluppi admitiu que são pontos “irrecuperáveis”, mas também elogiou o time tricolor mesmo com o resultado ruim e à beira da zona de rebaixamento.

O comandante gremista criticou a desatenção da equipe no gol sofrido logo nos primeiros minutos da partida. Também admitiu que o impacto na tabela é ruim. Mas negou uma falta de repertório ofensivo, já que o ataque é o pior do Brasileirão, com só quatro gols marcados, ao lado de Botafogo e Coritiba.

“Vê quem tem 31 oportunidades. Você foi muito infeliz. Se não tem repertório, o que é repertório para você? Não estavam em noite feliz para fazermos os gols” (Renato)

— Não podemos tomar um gol como tomamos, fica sempre mais difícil correr atrás do adversário. Nos prejudicou, melhoramos muito na etapa final, criamos inúmeras oportunidades, mas fizemos apenas um gol. São pontos difíceis de recuperar, quase irrecuperáveis se tratando de jogar em casa — reconheceu Renato.

Renato Portaluppi em derrota do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Renato Portaluppi em derrota do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

No entanto, Renato também lembrou o jogo a menos a ser disputado com o Goiás, adiado por conta da final do Gauchão. Para o treinador, as 31 finalizações realizadas mostram justamente o rendimento bom da equipe.

— O Grêmio fez excepcional segundo tempo, criou inúmeras oportunidades, amassou o adversário. Se vira, todo mundo ia aplaudir. A bola não entrou e não podemos falar que está tudo errado. Lógico que jogamos para ganhar, mas nem sempre é possível. É Brasileiro — completou.

Com o resultado, o Grêmio soma sete pontos e está em 16º. Na próxima rodada, o Tricolor enfrenta o Atlético-GO, no domingo, às 19h, no Estádio Olímpico, em Goiânia.



Veja também