Foto: Adalberto Marques/Agência PressDigital

Foi uma vitória sem brilho na noite desta quarta-feira, em Goiânia. O próprio técnico Renato Gaúcho admitiu até mesmo que o Grêmio merecia “perder” no primeiro tempo da partida. Porém, após uma conversa no vestiário, o time voltou melhor para a etapa final e conseguiu fazer o 1 a 0 que rendeu preciosos três pontos para manter a diferença para o líder Corinthians no Brasileirão. Para o treinador, os jogadores buscaram o resultado na “raça” e “determinação”.

Renato repetiu, na entrevista coletiva, mais uma de suas crenças: é preferível vencer jogando mal do que jogar bem e não vencer. A principal crítica do comandante com relação à atuação da equipe no primeiro tempo foi uma certa passividade diante do controle do Atlético-GO.

– Nosso primeiro tempo não foi muito bom, aceitamos muitas coisas, aceitamos o Atlético-GO jogar, tocar a bola, acertar a marcação. Nós também erramos muitos passes. No intervalo, acertamos algumas coisinhas, fiz algumas modificações, o time melhorou um pouquinho. Fizemos o gol, mas até o campo não ajudou muito. É o que digo. O Grêmio nem sempore vai jogar bem, mas nesses casos a raça e a determinação têm que falar mais alto – afirmou Renato.

O técnico lembrou ainda o desempenho do time no empate em 1 a 1 com o Santos, na Arena, no último domingo, quando teve maior posse de bola e chances criadas. Contudo, não venceu. Para ele, o “mais importante” é que a equipe fez o “suficente” para bater o lanterna em um jogo truncado.

– No primeiro tempo, merecíamos ter perdido. Felizmente, o Atlético-GO não fez gol. Demos uma conversada no intervalo. Não adianta nada ter maior posse de bola, ter mais chances, como fizemos contra o Santos, e não vencermos. O adversário venceu a Chapecoense no domingo e vai fazer qualquer jogo como uma Copa do Mundo. O mais importante de tudo é que fizemos o suficiente para vencer no segundo tempo – justificou.

Com o resultado, o Grêmio segue na vice-liderança, oito pontos atrás do Corinthians. O próximo compromisso é com o Atlético-MG, no domingo, às 16h, na Arena. O elenco volta de Goiânia no fim da tarde desta quinta-feira.



Veja também