Getty Images

Grêmio olha para os valores de uma eventual negociação com a Fiorentina e puxa o freio de mão em sua investida para contratar o centroavante Pedro. O próprio presidente Romildo Bolzan diz publicamente que o investimento pelo atleta está acima da realidade e da capacidade financeira gremistas. Mas o Tricolor mantém vivo o sonho de contar com o camisa 9 para comandar o ataque de Renato Gaúcho.

Conforme apurado pelo GloboEsporte.com, a diretoria gremista fez um contato formal com a Fiorentina para solicitar as condições pretendidas pelo clube italiano para tocar o negócio. O Grêmio perguntou sobre valores de dois moldes de negócio: compra definitiva e empréstimo com obrigação de compra afixada. E aguarda a resposta.

Neste meio tempo, o Tricolor mantém conversas diárias com o estafe de Pedro. As portas para o negócio não estão fechadas.

Pedro, na seleção sub-23 — Foto: Aldo Carneiro/ Pernambuco Press

Pedro, na seleção sub-23 — Foto: Aldo Carneiro/ Pernambuco Press

Mas o Grêmio recua – ao menos publicamente – na negociação justamente pela complexidade da tratativa. A Fiorentina investiu € 11 milhões de euros (R$ 50,2 milhões à época) por Pedro e pretende reaver boa parte desta cifra. Os valores freiam a investida gremista. Kannemann até interessa os italianos. Mas envolvê-lo no negócio está fora de cogitação.

Mais dois fatores dificultam a tratativa. Mesmo pouco aproveitado pela Fiorentina até aqui, Pedro não tem desejo de deixar o clube. O centroavante entende que está em processo de adaptação e tem boas perspectivas de ganhar minutos em solo italiano. Além disso, há a concorrência do Flamengo, que também tem o interesse no jogador.

O carioca do Rio de Janeiro chegou à Itália em setembro, mas estreou apenas em novembro pela Fiorentina. Aos 22 anos, o centroavante busca encontrar o bom futebol dos tempos de Fluminense.

Pedro foi apresentado em setembro, estreou em novembro e tem só quatro jogos — Foto: Site oficial da Fiorentina

Pedro foi apresentado em setembro, estreou em novembro e tem só quatro jogos — Foto: Site oficial da Fiorentina

Pedro não conseguiu firmar-se no time italiano. Disputou apenas quatro partidas, totalizando 59 minutos em campo – sequer fecha um jogo. De quebra, ainda não balançou as redes.

A Fiorentina joga num sistema com dois atacantes. Federico Chiesa é titular indiscutível, sobrando uma outra vaga a ser disputada. O ganês Prince Boateng e a promessa sérvia Dusan Vlahovic revezam a segunda posição. Pedro é a terceira opção no setor.

Luciano titular

Sem Pedro, o Grêmio inicia 2020 com Luciano como titular do ataque da equipe de Renato Gaúcho. O atacante fechou 2019 em alta no comando ofensivo. Já André e Diego Tardelli, apesar de terem contrato, devem ser negociados e estão fora dos planos gremistas para a temporada. Ainda tem Felipe Vizeu, que já deixou o clube.

O cenário indica uma escassez de opções ofensivas para Renato, até por isso a vontade do Grêmio em contar com Pedro. Porém, o clube anunciou apenas dois reforços até agora. Foram contratados o lateral-direito Victor Ferraz, que defendeu o Santos, e Lucas Silva, volante com passagens por Real Madrid e Cruzeiro, que estava sem clube.



Veja também