Foto: Lucas Uebeleverton

O Grêmio deixou bem nítido que seu foco estava bem distante da Ressacada ao deixar seus titulares em Porto Alegre e escalar time reserva para o empate em 2 a 2 com o Avaí, neste domingo, pela 31ª rodada do Brasileirão. Mas a ausência de Luan, Barrios e companhia também rendeu um viés positivo, pelos pés de Everton. Sem os principais jogadores, o atacante brilhou como protagonista, ao dar assistências para os dois gols da equipe, e acirra a disputa com Fernandinho por uma vaga no time para a semifinal da Libertadores.

Até porque o jovem se resguarda de duas marcas de peso em seu favor para levar vantagem na disputa. Everton chegou ao seu jogo de número 53 pelo Grêmio em 2017 e é quem mais atuou pelo clube na temporada. Ao aflorar sua veia “pifadora”, o jogador ainda se tornou o terceiro no ranking de assistências. São oito, contra 10 de Luan e 11 de Pedro Rocha.

O herói do penta da Copa do Brasil, aliás, é quem abre a lacuna para que possa entrar no time, caso Renato opte por alçá-lo à formação titular. O ex-camisa 32 deixou o clube, vendido ao Spartak Moscou, em alta e deixou vago um posto que ainda não foi ocupado com efetividade por Everton, Fernandinho ou Arroyo.

– Acho que não só eu, mas todos os jogadores que o professor vem optando vêm dando conta do recado. É uma disputa sadia, o grupo todo tem qualidade, acho que todos estão aptos a ser titulares. Comigo não é diferente. Quem o professor optar (o Grêmio) vai estar bem servido – afirma o jogador.

Jogadores com mais jogos pelo Grêmio em 2017

  • Everton: 53 jogos
  • Ramiro: 51 jogos
  • Fernandinho: 50 jogos
  • Marcelo Grohe e Kannemann: 49 jogos
  • Michel: 45 jogos

Neste domingo, Everton brilhou à sua maneira, ao explorar suas principais virtudes, de explosão e velocidade em arrancadas a dribles para construir as jogadas dos dois gols do Grêmio. Aos 15 do primeiro tempo, o atacante irrompeu pelo meio e deixou Rafael Thyere como um centroavante, na cara de Douglas. Depois, ainda na primeira etapa, entortou o lateral rival Leandro Silva e invadiu a área para servir Kaio. O volante só teve o trabalho de empurrar para as redes.

Mesmo com o bom desempenho do atacante, Renato evitou tecer elogios individuais ou comentários sobre a formação para a quarta-feira. Frustrado pelo empate, o treinador apenas se disse satisfeito como rendimento de seus suplentes.

– A equipe jogou bem, saímos na frente as duas vezes. Infelizmente, demos mole nos dois gols, algo que venho cobrando bastante. Não pode dar esse mole. Mas tudo bem. Valeu pelo empenho. Gostei do primeiro tempo. Mas também não é nada fácil jogar aqui contra uma equipe que briga pelo rebaixamento. A equipe se portou bem. A partir de amanhã (segunda-feira), penso na quarta-feira – ressalta o treinador.

Após o empate, o Grêmio se mantém na quarta colocação da tabela, com 51 pontos. O Tricolor dirige seu foco total ao jogo da volta da semifinal da Libertadores, contra o Barcelona-EQU, na próxima quarta-feira, às 21h45, na Arena. Com o triunfo histórico por 3 a 0 na ida, no Equadror, o Tricolor pode até perder por 2 a 0 em casa, que garante a vaga na final. Pelo Brasileirão, a próxima partida está marcada para o domingo, às 17h, na Arena, contra o Flamengo, na 32ª rodada.



Veja também