Rafinha reconhece que o Grêmio vive um momento de instabilidade, há três jogos sem vencer e também com três derrotas no Brasileirão. Contudo, o lateral crê que a situação está “voltando aos trilhos”.

No início da tarde desta quarta-feira, Rafinha concedeu entrevista coletiva virtual. Contestado sobre sua fala anterior de que o trabalho é bem feito, mas os resultados não aparecem, citou os casos recentes de Covid-19 no elenco.

— Não queria falar nisso, porque às vezes podem interpretar como desculpa. Nunca fui de dar desculpa. Mas é difícil você perder cinco jogadores por três semana. Quando voltam, você perde o comandante e a comissão por duas semanas. Fica difícil. A gente não volta com tanta força — disse.Todo time tem um momento de instabilidade. Isso é normal. Infelizmente, o nosso foi agora. O momento está passando. As coisas estão voltando aos trilhos.— Rafinha em entrevista coletiva

Rafinha em treino pelo Grêmio antes do jogo contra o Santos — Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

Rafinha em treino pelo Grêmio antes do jogo contra o Santos — Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

Nos últimos meses, o Grêmio chegou a ultrapassar a marca de 10 casos de coronavírus entre jogadores. Todos estão recuperados, com exceção do goleiro Brenno, último a testar positivo nos testes feitos pelo clube.

A retomada a que Rafinha se refere pode ter o pontapé na noite desta quinta-feira. O Grêmio enfrentará o Santos, na Arena, às 21h30, ainda na lanterna do Brasileirão, sem pontos somados. O Tricolor perdeu as três rodadas que disputou até aqui.

— Viemos de resultados que não saíram do jeito que a gente queria. Mas temos total confiança no que estamos fazendo. O trabalho está sendo bem feito. Não só nós, jogadores, mas todos aqui no Grêmio. A torcida pode esperar que vamos fazer um jogo muito melhor do que fizemos nos que passaram — comentou o lateral.

O elenco treinou na tarde desta quarta-feira no CT Luiz Carvalho e encerra a preparação para a partida. O duelo está marcado para às 21h30 de quinta-feira, pela 6ª rodada. O Grêmio teve dois jogos adiados, contra Flamengo e Cuiabá.



Veja também