Foto: Marcos Ribolli/ge

Foram sete alterações no time do Grêmio do empate com o Santos para a vitória sobre Botafogo, na segunda-feira (8), no Rio de Janeiro. Os motivos para as alterações foram distintos, mas o resultado foi positivo, já que o clube não vencia pelo Brasileirão há sete rodadas. São três posições que ganham destaque pelas atuações dos atletas e que podem gerar trocas visando a final da Copa do Brasil.

A primeira é no meio-campo. Maicon, antigo titular e capitão da equipe, é elogiado pela condição técnica e capacidade que agrega ao time. Porém, pelos problemas físicos, não consegue atuar com tanta frequência e com muita intensidade. Há o planejamento interno de capacitar o camisa 8 para os duelos decisivos diante do Palmeiras.

— Ele teve algumas lesões durante o ano. Sempre quem me dá a resposta é o próprio jogador. Ele tem feito um trabalho especial. Sempre que ele estiver se sentindo bem, boto ele para começar. Foi o que aconteceu hoje (quarta-feira). Antes da viagem, ele já disse que estava bem. Precisamos tomar cuidado, contamos com ele para a reta final do ano — disse o treinador.

Logo, o jogador tendo condições, deverá assumir a titularidade contra os paulistas. Com isso, Lucas Silva poderá ir para o banco de reservas. Um esquema com três volantes está praticamente descartado pelo rendimento de Jean Pyerre.

A outra questão analisada nos bastidores do Grêmio é o sistema defensivo. Sem Geromel, que deverá voltar aos gramados apenas na temporada 2021, Rodrigues, Paulo Miranda e David Braz disputam a posição ao lado de Kannemann. Todos estão sofrendo contestações pelas recentes atuações. Desta forma, não há um jogador já escolhido pela comissão técnica para encarar o Palmeiras. Os últimos três jogos do Brasileirão podem sacramentar a escolha.

Também pensando num reforço no sistema defensivo, Cortez, que foi titular na última noite, pode ter sua situação revista. Apesar da condição frequente de Diogo Barbosa na equipe principal, o antigo dono da posição é visto como mais seguro com os zagueiros. Com isso, pode ganhar espaço especialmente para conter os avanços dos adversários palmeirenses nas finais.

As outras modificações que foram promovidas não devem ganhar espaço. Paulo Victor, Vanderson e Churín devem seguir como alternativas entre os suplentes. Os três jogos que restam ao Tricolor antes de decidir a Copa do Brasil: São Paulo e Athletico-PR, em casa, e Bragantino, no interior paulista.



Veja também