Quando a fase não é boa… A bola não entra! Empate com sabor de derrota em Curitiba

29 de agosto de 2010 - Às 23:23
ATLÉTICO-PR1:1GRÊMIO
Arena da Baixada – Curitiba-PR
Jogando contra 20 mil torcedores e um Atlético emplogado, o Tricolor apenas empatou em 1 a 1, e segue na zona de rebaixamento, em 17º com 16 pontos. O Grêmio ficou com sabor de derrota e com o grito da vitória entalados na garganta.

O Grêmio até começou melhor o jogo, tendo as principais chances, e não jogava fechado. Mas, como a fase é ruim, até uma falha do próprio time rende gol ao adversário. Aos 36, Rochemback deu uma “pixotada” na bola, Maikon Leite dominou e tocou para Branquinho, driblou Vilsou e tocou na saída de Victor.

O Grêmio se destabilizou, no lance seguinte, o Furacão teve tudo para ampliar o placar, mas Victor, principal jogador Tricolor, salvou em três lances.

O Tricolor começou o segundo tempo com tudo, Borges teve gol anulado aos 4 minutos, Jonas aos 8, chutou forte, livre de dentro da área, mas para fora.

O Tricolor seguiu em ritmo forte, e empatou com o menino Vilson, de cabeça após cruzamento de Leandro. O zagueirão era um dos piores jogadores do Grêmio no jogo, mas o futebol é assim, Leandro havia acabado de entrar no lugar de Souza e cobrou a falta perfeita para o gol de empate.
Aos 23 minutos, Borges quase virou o jogo, mas como a fase não é boa, a bola bateu na trave.
O Grêmio foi para a pressão total, Rochemback bateu falta e ganhou escanteio, foram 3 seguidos. O Grêmio era superior no segundo tempo, finalizava mais, mas Paulo Baier assustava pelo Atlético. Aos 38, ele bateu da entrada da área e Victor espalmou. Aos 43, Leandro soltou uma bomba de fora da área e o goleiro Neto fez grande defesa, no cantinho.

O Tricolor volta a campo na Quarta, às 19h30 contra o Guarani, no Olímpico.

Os gols do jogo, clique abaixo



Veja também