Foto: Eduardo Moura

Enquanto o departamento jurídico do Grêmio faz os trâmites legais para o anúncio de Elkeson até o fim desta terça-feira, prazo final da janela de transferências, a preparação física põe em prática uma intertemporada para o atacante se readaptar ao futebol brasileiro.

O centroavante de 32 anos treina nas dependências do CT Luiz Carvalho desde a semana passada, mas ainda não foi oficializado. A janela de transferências no Brasil se encerra nesta terça.

O Grêmio precisa que o ITC (International Transfer Certificate, ou Certificado Internacional de Transferência, em tradução livre) de Elkeson seja desvinculado da associação chinesa, onde ele atuava até o ano passado, e “passe” para a CBF.

A documentação do Elkeson está muito adiantada, belíssimo trabalho do nosso jurídico. É mais um jogador que vem acrescentar qualidade ao nosso time, experiência – destacou o vice de futebol Denis Abrahão.

Quando o trâmite legal for concluído, o nome do jogador pode ser registrado até mesmo posteriormente ao dia 12 no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. O Grêmio tem a informação de que isso será feito ao longo do dia e poderá anunciar Elkeson como reforço.

Intertemporada de readaptação

O centroavante vai passar por um período de intertemporada até estrear com a camisa do Grêmio na Série B. O brasileiro naturalizado chinês fará uma série de exercícios físicos antes de estar à disposição de Roger Machado.

No treino de segunda-feira, por exemplo, esteve integrado no trabalho feito por quem atuou no sábado, contra a Ponte Preta, em uma atividade com bola no campo reduzido.

Estamos fazendo um trabalho individualizado com ele (Elkeson). Lógico que pode ser uma intertemporada, mas é mais um trabalho para adaptação ao nosso estilo de trabalho, o estilo do jogo aqui do Brasil. Vamos condicioná-lo para que possa render dentro das características que o Roger precisa – disse o preparador físico Reverson Pimentel ao ge.

A intenção é adaptar Elkeson ao trabalho do técnico gremista após nove anos longe do futebol brasileiro. Depois de se destacar por Vitória e Botafogo, o centroavante foi para a China em 2013.

Por lá, onde defendeu Guangzhou Evergrande e Shanghai SIPG. Tornou-se o maior artilheiro da Superliga da China, com mais de 150 gols. Naturalizou-se chinês e passou a atuar pela seleção nacional.

Os jogadores defensivos têm preocupação com jogadores de prestígio. Se deixar 30 centímetros, eles vão empurrar para o gol. Vão jogar com receio, dá peso. Ver Elkeson e Diego Souza, caras de projeção, isso tudo conspira a nossa favor. Diego volta antes. Com Elkeson é preciso ter cautela, um pouco mais de tempo – frisou Roger.

O período de treinamentos específicos do jogador se prolongará pelas próximas semanas, pois Elkeson não atua desde agosto de 2011. Ainda não há uma previsão de tempo para ele fazer a estreia pelo Grêmio.



Veja também