Presidente Fábio Koff comenta sobre renovação de Renato e orçamento reduzido em 2014

27 de novembro de 2013 - Às 15:22
Para a próxima temporada, o Grêmio não terá contratações bombásticas como foram as de Vargas, Barcos e André Santos. Serão apenas contratações pontuais de jogadores realmente necessários para as posições carentes do time.
A meta é de reduzir custos, por isso as contratações serão poucas. Outro ponto para reduzir os gastos será a folha salarial, que hoje gira em torno de R$ 6 milhões e deverá ser reduzida. Os reforços serão buscados apenas ao final do Brasileirão, assim como será definida a permanência ou não de Renato.
— Estamos apresentando o orçamento ao Conselho Deliberativo, teremos que cortar gastos e isso se refletirá em todas as áreas do clube – disse Koff.
Para o presidente, o Grêmio deve manter o foco na busca por uma vaga na Libertadores, e é por esta vaga que se deu a entender da permanência ou não de Renato:
— Houve um contato para ver a intenção, mas não autorizei que se avançasse para propostas. Essa questão será definida após o término da competição — afirmou Koff.


Veja também