Embora ainda não tenha dado aval para a realização do Gre-Nal em Porto Alegre, a prefeitura da capital viu como positiva a reunião da última quarta-feira com membros da Federação Gaúcha de Futebol (FGF). Mesmo com as incertezas, o poder público diz que não cogita, até o momento, a possibilidade de transferir o clássico para outra cidade.

O clássico está marcado para ocorrer às 21h30 da próxima quarta-feira, no estádio Beira-Rio, e marca a retomada do Gauchão após a paralisação pela pandemia do novo coronavírus. O prefeito Nelson Marchezan Júnior prometeu, em live, analisar “com carinho” o tema e não garantiu o local do jogo.

Segundo o presidente da FGF, Luciano Hocsman, a entidade já tem aval de quatro das seis prefeituras onde os jogos serão realizados na retomada do campeonato: Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Pelotas e São Leopoldo. Falta a liberação das prefeituras de Porto Alegre e Novo Hamburgo.

No final da tarde da última quarta, a FGF – a pedido da prefeitura – apresentou dois protocolos à Secretaria Municipal de Saúde: um geral sobre o retorno do Gauchão e outro detalhado sobre questões sanitárias. O secretário extraordinário de Enfrentamento ao Coronavírus, Bruno Miragem, participou do encontro, o qual avaliou como positivo.

— Tivemos uma reunião muito positiva sob todos aspectos. Nossa equipe da saúde tirou uma série de dúvidas em relação ao protocolo mais detalhado. Dúvidas sobre testagem, periodicidade de testes, característica de testes, distanciamento, número de profissionais envolvidos, desde jogadores até imprensa e organizadores, bem como sobre o entorno dos estádios. As dúvidas foram solucionadas — disse ao GloboEsporte.com.

Presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, prefeito Nelson Marchezan e presidente do Inter, Marcelo Medeiros, em jantar antes do Gre-Nal da Libertadores — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, prefeito Nelson Marchezan e presidente do Inter, Marcelo Medeiros, em jantar antes do Gre-Nal da Libertadores — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

A liberação – ou não – da prefeitura para a realização do jogo deve ser decidida na sexta-feira. Às 10h, o comitê de crise no combate ao coronavírus irá se reunir e comunicará a resposta oficial no início da tarde. O secretário diz que a possibilidade de transferir o clássico para outro município não foi discutida no encontro.

— Nem antes, nem durante e nem depois da reunião falamos. Isso nem passou perto — garantiu.

Tanto a Federação Gaúcha de Futebol quanto o Inter, mandante do jogo, confiam na liberação da prefeitura para a realização do Gre-Nal no Beira-Rio. No início da semana, o Ministério Público gaúcho já havia se reunido com a Brigada Militar para definir também protocolos de atuação.



Veja também