A Prefeitura de Porto Alegre liberou a realização de jogos na capital gaúcha. Com isso, Grêmio e Inter poderão mandar os confrontos das semifinais do segundo turno do Gauchão na Arena e no Beira-Rio. Os confrontos contra Novo Hamburgo e Esportivo, respectivamente, ocorrem neste fim de semana, ainda sem datas confirmadas.

A decisão do município foi anunciada no início da tarde desta sexta-feira em uma live na internet pelo prefeito Nelson Marchezan Jr., com as presenças do presidente da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), Luciano Hocsman, do presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Jr., e do presidente do Inter, Marcelo Medeiros. A liberação, por enquanto, só é válida para esse final de semana.

– Vendo as experiências da FGF como um todo e de todos os clubes envolvidos nessa competição, a gente vai fazer um teste, fazer um experiência, autorizando os dois maiores clubes do estado a utilizar os dois maiores estádios nesse domingo, nessa etapa do Campeonto Gaúcho, recebendo dois times de fora da cidade – anunciou o prefeito.

Arena e Beira-Rio receberão as semifinais do Gauchão — Foto: Montagem sobre fotos/ge

Na tarde da última quinta, Marchezan teve um encontro com Hocsmann e os presidentes Romildo Bolzan Júnior e Marcelo Medeiros, de Grêmio e Inter, respectivamente. Ponderou sobre os casos de coronavírus em Porto Alegre e a ocupação de leitos nas UTIs. No entanto, definiu mais uma rodada de conversas com as partes para abordar o tema, que terminou com desfecho positivos à Dupla Gre-Nal.

Rivais históricos, Tricolor e Colorado estiveram unidos no movimento pela liberação dos jogos em Porto Alegre. A principal motivação tem relação com as más condições dos gramados do interior.

O Inter, principalmente por Eduardo Coudet, tomou um discurso mais agressivo. O argentino chegou a dizer que, se fosse para seguir em gramados como o de Bento Gonçalves, seria melhor o clube procurar outro treinador “porque não sabe preparar time para jogar por cima”.



Veja também