Por respeito à Chape, torcida do Grêmio se organiza contra caixões na final

Torcida do Grêmio não usará caixões para provocar o Inter em respeito

5 de dezembro de 2016 - Às 12:05

caixoes-gremio

Um ato comum entre os torcedores da dupla Gre-Nal é usar caixões de papelão em alusão ao momento ruim do adversário durante seus jogos. E a final da Copa do Brasil seria prato cheio para os gremistas pintarem a Arena com caixões vermelhos em alusão ao possível rebaixamento do Inter no Brasileiro. Mas isso não acontecerá, em respeito à Chapecoense.

Através das redes sociais, torcedores do Tricolor se organizam desde o início da semana para que nenhum material deste tipo seja levado à Arena na próxima quarta-feira. Os pedidos, repassados entre os aficionados, foram bem aceitos e a tendência é que nenhum esteja presente.

Mesmo perdendo a oportunidade de ‘cornetar’ o rival – como ocorreu por exemplo no último Gre-Nal – os gremistas mostram respeito ao ocorrido no voo que levaria a delegação do clube de Santa Cataria para a final da Copa Sul-Americana, que acabou sofrendo acidente que vitimou 71 pessoas. Nem mesmo a fantasia de ‘fantasma da Série B’ será utilizada.

Homenagens dentro e fora de campo

O Grêmio planeja uma série de homenagens à Chapecoense para a final. Escudo do clube no uniforme, bandeira, imagens no telão, tudo irá reverenciar os atletas perdidos no acidente. A torcida também planeja fazer sua parte. Uma bandeira em formato de camisa gigante da Chape será erguida no estádio durante a partida.

A final da Copa do Brasil será o primeiro jogo oficial de profissionais realizado no país depois da tragédia ocorrida no começo da última semana. O duelo está marcado para quarta-feira às 21h45 (horário de Brasília), na Arena. Por ter vencido o jogo de ida por 3 a 1, o Grêmio será campeão até em caso de derrota por um gol de diferença.



Veja também