Por calendário pesado, Grêmio reduz “trintões” e prioriza reforços jovens

Direção do clube gaúcho busca rejuvenescer elenco e apostar em “ápice físico”

7 de janeiro de 2018 - Às 08:38
Foto: Eduardo Moura

Se o Grêmio teve uma temporada pesada, com a disputa de 79 jogos e a disputa de seis competições, o ano que se abre promete outra carta intensa para elenco. Tendo em vista o calendário pesado do futebol brasileiro, uma das ideias da direção do Grêmio é reduzir a média de idade do elenco.

Até o momento, três “trintões” já deixaram o grupo: Lucas Barrios (32), Edilson (31) e Fernandinho (31). Ao mesmo tempo, a direção contratou Paulo Miranda, de 29 anos, Alisson, com 24, além de Thassiano, de 22.

O Grêmio encerrou a temporada passada com um elenco, com média de 28 anos. De acordo com o diretor executivo do Grêmio, André Zanotta, a ideia é buscar atletas no “ápice físico e técnico”.

– Nas conversas que tivemos, a gente pensou em rejuvenescer um pouco o elenco e trazer jogadores mais jovens, temos avaliado esse ponto. Mas também não exclui a possibilidade de trazer jogadores mais experientes. Mas foi identificado, pensado, temos focado nisso, jogadores dentro do perfil de até 28 ou 29 anos, quando está no seu ápice físico e técnico – explica Zanotta.

Após a contratação de três reforços, a direção prioriza duas posições em especial. Além de um lateral-direito para suprir a saída de Edílson, busca um centroavante para substituir Lucas Barrios.

Para a temporada atual, o Grêmio ainda terá a disputa da Recopa diante do Independiente. Como o elenco principal encerrou a temporada mais tarde, a reapresentação será somente em 18 de janeiro, ao passo que o grupo de transição iniciará o Gauchão.



Veja também