Foto: Lucas Uebel / Grêmio, DVG

Mesmo longe de ser unanimidade entre os torcedores do Grêmio, Pedro Rocha é mais um jogador que pode desfalcar a equipe de Renato Gaúcho durante a janela de transferências. Segundo apurou o GloboEsporte.com, propostas da Europa e até do México podem aparecer na mesa do presidente Romildo Bolzan Júnior ao longo dos meses de julho e agosto. De linguajar simples e poucas palavras, o atacante costuma exaltar o “trabalho”, e sua evolução é evidente. Chegou à 10ª assistência na temporada e igualou Luan na liderança do quesito no grupo tricolor.

Ao menos uma dúzia de times europeus e mais um mexicano já teriam demonstrado interesse na contratação do atacante. Inclusive existe a possibilidade de ocorrer uma disputa entre rivais: Sevilla e Bétis, da cidade espanhola de Sevilha, estão entre os interessados. Os valores são tratados internamente, mas são considerados “bastante razoáveis” para o mercado atual. O Grêmio detém 70% dos direitos do atleta e, na renovação de contrato, assinada em março até 2019, há uma cláusula que possibilita sua saída caso surja alguma oferta que contemple as partes. Mas até o momento não há proposta oficial.

No início do ano, aliás, Pedro Rocha já havia rechaçado propostas do Hoffenheim, da Alemanha, e do Olympique de Marselha, da França, para manter vivo o desejo de se consagrar no Tricolor. À época, ele havia fechado 2016 como protagonista do título da Copa do Brasil, ao marcar dois gols na vitória por 3 a 1 sobre o Atlético-MG, em pleno Mineirão, no primeiro jogo da final.

– Fico tranquilo. Trabalho para isso. Esse é o meu papel. Fico feliz pela valorização, especulações e espero continuar fazendo meu melhor para retribuir a confiança do Renato e de todos do Grêmio – disse Pedro Rocha após ser um dos protagonistas na vitória sobre o Godoy Cruz, na Argentina.



Veja também