“Paramos de correr” diz Grohe após empate do Grêmio

Gol do Zequinha na Arena ocorreu aos 42 minutos do segundo tempo

20 de fevereiro de 2017 - Às 06:05
Foto: Lucas Uebel

Não foi só a liderança do Gauchão que escapou das mãos do Grêmio na noite deste domingo, na Arena. O gol sofrido aos 42 minutos do segundo tempo tirou também a tranquilidade. O capitão Maicon foi vaiado e ao final do jogo contra o São José foi tirar satisfação de alguns torcedores. Marcelo Grohe pediu calma, mas não deixou de apontar erros do time.

– Com a cabeça quente tem que cuidar o que fala. Fizemos o gol e paramos de jogar, essa é a verdade. Paramos de correr. Aí eles fizeram o gol e nós quisemos jogar de novo. Isso não pode acontecer

A arbitragem também foi criticada. Lances polêmicos, como o momento em que o técnico China Balbino, do Zequinha, atrapalhou uma cobrança de lateral de Ramiro, e faltas mais duras fizeram com que o jogo tivesse seis minutos de acréscimo. Ramiro, porém, não quis reclamar de terceiros.

– Tem que parar de pensar em arbitragem e jogar bola. Perdemos para nós mesmos. No segundo tempo, esquecemos de jogar – afirmou.

Para o atacante Everton, o empate foi “ruim, com sabor de derrota”.

– Pressionamos, conseguimos o gol, mas numa bobeira tomamos um gol e isso não pode acontecer dentro de casa – finalizou.

O lateral Léo Moura foi na mesma linha. Disse que o “jogo estava controlado”, mas depois do gol adversário, “complicou tudo”.

O Grêmio volta a jogar às 16h30min de sábado, contra o Cruzeiro, no Antônio Vieira Ramos, em Gravataí.



Veja também