O Grêmio e a Arena alterarão o sistema de entradas na Arquibancada Norte e na Superior Norte para o jogo com o Vasco, no domingo, às 16h. A intenção da mudança é evitar aglomeração nas catracas com procedimento biométrico e minimizar problemas como os ocorridos contra o Cruzeiro. Além disso, instrumentos musicais foram vetados pela polícia militar gaúcha para o jogo.

Desde as brigas entre torcidas organizadas no setor sem cadeiras da Arena e tumultos nas catracas no jogo com o Cruzeiro, o clube, a gestora do estádio e as autoridades de segurança pública procuram soluções para resolver os problemas de acesso. Naquela partida, houve invasão de torcedores, conforme nota da gestora do estádio.

Com expectativa de público para cerca de 50 mil pessoas no próximo domingo, foi decidido a colocação de gradis para organizar as filas e não acumular torcedores na hora de fazer a biometria (veja abaixo).

Novo esquema para acessar o setor da Arquibancada Norte da Arena do Grêmio — Foto: Divulgação/Arena

Novo esquema para acessar o setor da Arquibancada Norte da Arena do Grêmio — Foto: Divulgação/Arena

A administração da Arena, Ministério Público, Brigada Militar e Grêmio formaram um grupo para analisar as imagens da partida contra o Cruzeiro para identificar os motivos das ocorrências naquele setor. Se identificou que o acúmulo de pessoas durante o sistema biométrico gerou pressão, atraso no acesso ao estádio e, consequentemente, confusões.

A medida visa evitar a aglomeração exacerbada no momento de torcedor passar pela biometria. Além disso, as autoridades fizeram um apelo para as pessoas não deixarem para ingressar no estádio tão próximo ao horário do jogo.

– A ideia é evitar essa chegada de uma quantidade de pessoas que possam impedir o melhor funcionamento do sistema. A ideia é melhorar o acesso de chegada de pessoas, para que não machuque alguém por causa da concentração de pessoas ali. Isso que definimos como solução proposta. pode trazer desconforto, mas é para bem da segurança de todos – disse o presidente da Arena, Mauro Araújo.

– Quando se consegue chegar ali e ter o acesso para apresentar o ingresso e em seguida apresentar a biometria, com esse espaço vai dar a capacidade de fluxo, que melhor vai atender aos torcedores que estão indo para esses setores. Certamente isso vai resolver a situação que tivemos ali, que às vezes pode criar essa dificuldade e gerar uma lentidão – completou.

Novo esquema para ingressar no setor da Arquibancada Norte da Arena — Foto: Divulgação/Arena

Novo esquema para ingressar no setor da Arquibancada Norte da Arena — Foto: Divulgação/Arena

Essa mudança foi pensada para jogos com expectativa de grande público, como foi contra o Cruzeiro e o do próximo domingo, diante do Vasco. O sistema é considerado um teste, que se dar certo, pode se repetir em eventos da mesma magnitude.

Além disso, as torcidas organizadas foram punidas após as ocorrências do jogo contra o Cruzeiro e não podem acessar a Arquibancada Norte. O Grêmio tentou a liberação da entrada de instrumentos musicais na parte das cadeiras, mas a Brigada Militar impediu.

– Conseguimos liberar as bandas na arquibancada superior, mas houve impedimento, não do ponto de vista judicial, mas uma limitação por questão de segurança publica – explicou Romildo Bolzan.

A projeção é de cerca de 50 mil pessoas no estádio para a partida do próximo domingo. O Grêmio recebe o Vasco, a partir das 16h, na Arena, pela 29ª rodada da Série B. O duelo marca a reestreia de Romildo Bolzan.



Veja também