Os “reservas de luxo” do Grêmio

23 de julho de 2014 - Às 10:28
(Foto: Diego Guichard)
Zé Roberto, Bressan, Edinho, Werley, Rodriguinho e Dudu. Estes já foram titulares mas atualmente estão no banco de reserva e buscam um novo espaço no time. São os chamados reservas de luxo do técnico Enderson Moreira.
Se uma das formas de vencer o Brasileirão é tendo um grupo forte, isto o Grêmio certamente possui, pois jogadores que hoje estão na reserva, seriam facilmente titulares em vários outros clubes da Série A.
O grupo é tão qualificado, que existe dificuldade em montar o banco de reservas.
– A direção buscou fortalecer nosso grupo. Buscou 30 jogadores aptos a poder contribuir. Temos um banco com jogadores experientes e que chegaram e agregaram ao nosso grupo – comenta Ramiro.
Zé Roberto e Dudu são dois que sempre entram no decorrer das partidas.
Segundo o assessor do Grêmio, foi encontrado o problema para as constantes eliminações e falhas nas competições. Era o grupo sem peças de reposição. E o mesmo tratou de dar o exemplo do Cruzeiro sobre isso:
– Precisamos fazer um grupo. Até por ter ficado de fora da Libertadores por falta de opções naquele momento, o Grêmio procurou dar reposição para praticamente todas as posições. Sem elenco, não se ganha. O Cruzeiro ganhou o Brasileirão com duas ou três opções para cada função – discorre o assessor de futebol Marcos Chitolina.   

Adaptado de Globoesporte


Veja também