Os números comprovam o fraco ataque Gremista

20 de junho de 2011 - Às 22:01
O ataque do Grêmio é o setor de maior reclamação por parte da torcida e do técnico Renato. Desde a saída do Jonas, a contusão de André Lima e a contusão e consequente saída de Borges, o Grêmio não teve um atacante que conseguisse se firmar no time. Leandro, de apenas 18 anos, também está lesionado.
Restam ao técnico Renato: Junior Viçosa, Lins e Roberson. É impressionante como o Grêmio não tem poder de ataque.
Dois seis gols marcados pelo time no Brasileirão, dois foram contra, um de pênalti (Douglas), um do reserva Roberson e dois de Junior Viçosa, que joga 1 partida mais ou menos bem a cada 30 jogos.
Em números, o Grêmio não chega a 10 finalizações por partida, um número muito baixo. Quando os números são individualizados, ainda pioram. Junior Viçosa tem 1,8 chutes a gol, por partida.
Miralles estreia contra o Avaí, daqui 2 semanas. Vamos ver o que mais a diretoria faz pelo time.


Veja também