Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

A cobiça europeia volta seus olhos ao Brasil. Com a atenção conquistada pela excelente campanha no Brasileirão, o Grêmio terá de suportar o assédio sobre seus destaques. Além de Luan, presença constante na lista de reforços de clube europeus, outros nomes menos badalados também estão recebendo sondagens. Empresários acostumados a realizar negócios com clubes estrangeiros consultados por Zero Hora apontaram outros três possíveis alvos: Marcelo Grohe, Arthur e Ramiro.

O presidente Romildo Bolzan já reconheceu que será difícil segurar Luan em Porto Alegre por mais tempo. Após fechar as portas para uma negociação nos últimos dois anos, o Grêmio acredita que receberá uma oferta acima dos 20 milhões de euros por seu principal destaque. Dono de 70% dos direitos econômicos do atacante, o Grêmio vê a venda como fundamental para garantir a saúde financeira.

— Propostas irrecusáveis, que criam a independência financeira do jogador, precisam ser examinadas. Mas não estamos vendendo. São jogadores valorizados no mercado, e vamos trabalhar neste nível — disse Romildo Bolzan, em entrevista à Rádio Gaúcha.

Com 30 anos, Grohe é visto como uma alternativa interessante para os europeus. Além de ter passagens pela Seleção Brasileira, o goleiro também foi eleito duas vezes como o melhor da posição no Brasileirão. Experiente, não sentiria muito a troca.

Outro jogador bastante comentado como possível alvo é Arthur. O jovem de 20 anos contempla o perfil de contratações que os clubes portugueses costumam realizar. Apesar da pouca experiência, o volante fez apenas 13 jogos como titular — a análise de seu desempenho é interessante como um investimento.

— É o tipo de jogador que eles compram por 8 milhões e vendem por 25 milhões — comenta um dos empresários.

No caso de Ramiro, uma eventual saída não significaria alívio para os cofres gremistas. Após vender parte dos direitos de Bressan e do volante no início de 2015, o clube gaúcho é dono de apenas 10% dos seus direitos econômicos. A permanência do volante dependeria de uma valorização salarial.

Os contratos:
Marcelo Grohe — 30/12/2020
Ramiro — 31/12/2019
Arthur — 31/12/2019
Luan — 17/09/2018

Período de transferências internacional dos grandes compradores:
Inglaterra — 9/6 até 31/8
Espanha — 1º/7 até 1º/9
Portugal — 3/7 até 22/9
Alemanha — 1/7 até 31/8
França — 9/6 até 31/8
China — 19/6 até 14/7
Turquia — 9/6 até 31/8



Veja também