Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Mais um capítulo da epopeia. O Grêmio entra em campo neste sábado, às 19h, na Arena Condá, para enfrentar a Chapecoense com o peso de precisar dar mais um passo, daqueles definitivos, na “operação de guerra” para tentar permanecer na Série A em 2022.

A mobilização gremista vem na tentativa de engatar duas vitórias seguidas e voltar a vencer como visitante após dois meses. Precisa do resultado contra o rival já rebaixado para chegar ao duelo atrasado com o Flamengo, na terça, ainda com o sonho de se aproximar dos times fora do Z-4.

As contas já não são tão amigáveis para quatro vitórias nos últimos seis jogos. O Grêmio crê que permanece neste cenário. Mas há probabilidade de mais de 40% de queda para o Tricolor em caso de terminar a competição com 44 pontos.

Depois do discurso forte no vestiário na última terça, o presidente Romildo Bolzan Júnior está junto da delegação em Chapecó. O vice de futebol Denis Abrahão e o diretor Sérgio Vasques, além do presidente do Conselho Deliberativo Carlos Biedermann, também viajaram a Santa Catarina.

– O que temos que fazer é uma operação de guerra para conseguir fazer as mobilizações necessárias. A comissão está envolvidíssima, a diretoria de futebol. Nós damos o suporte, estamos sempre juntos, nunca deixamos de estar, suportando a estrutura do apoio, daquilo que tem que fazer funcionar – comentou Bolzan após a vitória sobre o Bragantino.

Nos bastidores, o Grêmio tentou a liberação da presença de torcida para o jogo. Mas as iniciativas no STJD não surtiram efeito. Abrahão chegou a convocar os gremistas a estar em Chapecó, mas a equipe catarinense suspendeu a venda de ingressos a não-sócios do clube.

Diego Souza e Gabriel Chapecó falaram, nos últimos dias, sobre a importância de engatar as vitórias consecutivas. O Tricolor tem essa dificuldade na competição e precisa de bons resultados para sonhar com a permanência.

– Era matar ou matar (contra o Bragantino). E daqui para frente é assim. Vai ser difícil, mas não faltará raça, vergonha, determinação. Isso eu garanto. Se trabalha muito. Desde o presidente até o porteiro que nos recebe com um sorriso mesmo após uma derrota – disse o vice de futebol Denis Abrahão.

O técnico Vagner Mancini repetiu a estratégia da rodada anterior. Não definiu, no treino, o time a ser escalado na Arena Condá. Também parte da ideia de deixar a equipe menos previsível, o que norteou as escolhas por Campaz e Jhonata Robert como titulares na terça.

O Grêmio é o 19º colocado, com 32 pontos, mas passa o Sport caso vença ou até mesmo empate, por ter mais vitórias, embora esse cenário complique a situação. O duelo contra a lanterna Chapecoense começa às 19h deste sábado, na Arena Condá.



Veja também