Odorico reclama de pênalti e diz que resultado deve ser considerado normal

Dirigente disse que o Grêmio tem azar quando se trata de interpretar regras como no caso do pênalti

6 de fevereiro de 2017 - Às 06:18
Foto: Lucas Uebel

O vice de futebol do Grêmio, Odorico Roman, reclamou da arbitragem de Anderson Farias na derrota de 2 a 1 para o Caxias. A descontentamento do dirigente se deu pelo pênalti, que originou o primeiro gol do time de Serra. Para Odorico, a bola na mão de Kannemann foi sem intenção e a infração não deveria ter sido marcada.

“O Grêmio tem azar quando se trata de interpretar orientações de regra e outros têm sorte. O pênalti mudou a partida, o Caxias cresceu a partir dali. A regra diz que é pênalti quando um jogador toca deliberadamente com a mão na bola. O que vimos hoje foi um lance que de forma alguma está contemplado na regra como pênalti”, afirmou Odorico, que, porém, descartou enviar uma reclamação para a Federação Gaúcha de Futebol.

“A Federação é quem deve se preocupar com a arbitragem. O Grêmio entra em campo e joga de acordo com as regras. Temos que saber hoje ficou convencionado que qualquer bola na mão dentro da área será pênalti no Campeonato Gaúcho”, seguiu.

Apesar da reclamação, Odorico Roman afirmou que a derrota para o Caxias fora de casa é um resultado que pode ser considerado normal.

“Esperávamos um resultado melhor hoje, mas ele pode ser considerado normal por ser um começo de temporada. Sabemos que o Caxias já tem dois meses de treinamento, o Grêmio menos de um. Dentro das dificuldades do Gauchão pode ser considerado normal. Os jogos no interior sempre são difíceis. Quando a perna pesa, a parte técnica não faz diferença. E perder para o Caxias por 2 a 1 aqui não é nenhum resultado excepcional”, analisou.



Veja também