Odone admite péssimo time do Grêmio e campanha em 2011

2 de janeiro de 2012 - Às 13:50
Em entrevista no programa Balanço Final, da RBS, o presidente do Grêmio, Paulo Odone, fez uma análise do time do Grêmio em 2011, que acabou mais uma vez sem títulos. Vice-campeão jogando em casa e com vantagem conquistada no jogo de ida, e eliminação prematura na Libertadores, foram as principais frustrações vividas pelo Tricolor em 2011.
– Nos resultados foi um ano de frustração, tivemos grandes jogos, mas as últimas partidas foram terríveis. Tínhamos grupo mas não tínhamos time. O Grêmio sempre foi um time chato, que não deixa o outro jogar sem abdicar da técnica. E perdemos essa marca em 2011 – argumentou.
Porém para 2012, tudo deve mudar. Já foram oito contratações e ainda continuam as negociações por mais reforços de peso.

– Precisamos de força, de velocidade, de marcação, mas com qualidade técnica. Queremos um time solidário, com mais postura. Acho que vamos conseguir isso com o Caio Júnior, que gosta de times equilibrados. Queremos um time propositivo e estamos trabalhando para isso
A Arena é a empolgação da diretoria para montar um time vencedor e disputar a Libertadores de 2013.



Veja também