Imortal Renasce, Renato Gaúcho falha e Jonas salva: 2 a 2 no Engenhão

4 de setembro de 2010 - Às 23:24
EMPATE PRECIOSO FORA DE CASA: O Grêmio se mostrou imortal mais uma vez. Após sair de um primeiro tempo sendo arrasado, o Tricolor voltou para a etapa final com garra e vontade, e Jonas, vice-artilheiro do Brasileirão com 8 gols, fez os dois gols do importante empate no Engenhão. O primeiro tempo foi do Botafogo, o segundo foi todo do Grêmio, e o placar, justamente ficou no 2 a 2.
O Grêmio começou o jogo horrivelmente. Isso por culpa de Renato Gaúcho. Com 27 minutos, o Tricolor era arrasado, tomava 2 a 0 e o Botafogo estava muito próximo de fazer mais gols. Então, Renato Gaúcho que começou jogando com Gilson, Lúcio (que não jogava a muito tempo) e Souza, fez substituição com menos de 30 minutos, saindo Gilson e entrando Roberson e desfez a besteira, que deu resultado.
O primeiro gol saiu aos 15 minutos, Maicosuel cobrou escanteio e Antônio Carlos abriu o placar, de cabeça. Aos 20, Herrera, ex-jogador do Tricolor, recebeu na área e tocou na saída do goleiro. O Botafogo mandava no jogo, tinha várias chances. Somente após a substituição que descrevi acima, o Grêmio começou a melhorar, chegava mais ao ataque, principalmente com Jonas.
O Tricolor estava em uma tática muito arriscada: o 4-3-3. Muito ofensivo. Claro que o Grêmio começava a criar as chances, mas não marcava, e o Botafogo chegava também com perigo nos contra-ataques.

Ainda no primeiro tempo, Borges teve uma grande chance, que Jefferson pegou. Os perigos dos contra-ataques eram iminentes, em um deles, o Botafogo ficou com 5 jogadores contra dois zagueiros gremistas, e não conseguiu marcar.

No segundo tempo, o Grêmio começou melhor. Aos 7 minutos, Leandro Guerreiro vacilou, Jonas aproveitou, bateu e a bola desviou na zaga e entrou, sétimo gol de Jonas no Brasileirão.

Após os 20 minutos, o Botafogo voltou a mandar no jogo, criando mais chances. Loco Abreu perdeu uma chance realmente incrível. Aos 27 minutos, Victor fez grande defesa em chute de Edno. Um minuto depois, Borges teve grande chance de dentro da área mas bateu para fora. Aos 33 minutos, o Botafogo teve três chances de dentro da área e a bola não entrou, incrivelmente. Aos 34, Lucio bateu de fora da área e a bola passou muito perto, quase empatando o jogo.
Aos 40 minutos, Jonas se consagrou de vez. Após cobrança de falta de Lucio, Jonas, de cabeça, empata  jogo.
No fim, o Botafogo foi para a pressão, mas o Tricolor, se mostrou IMORTAL, mais uma vez e segurou o empate.



Veja também