O Grêmio voltou!

Com mais intensidade e mais categoria

3 de março de 2016 - Às 14:59
Divulgação: Grêmio
Divulgação: Grêmio

O Grêmio de 2015, intenso, finalizador, matador, que defendia e ataca em linha e em bloco voltou? Tomara que sim.

Ontem, contra a LDU que inclusive tem um bom time, todos os conceitos adquiridos pela equipe e elogiados no ano passado foram vistos. Mesmo que empurrados pela torcida, pela motivação e pelo momento “razoável” que viviam, os jogadores cresceram de nível técnico novamente. Há quem diga que não gostou ou que se repetiram os mesmos erros (né Mário Sérgio) mas foi claro que aconteceram mudanças positivas.

Analisando friamente o jogo, do pontapé inicial até a comemoração no fim, o ponto forte da equipe foi a intensidade. Enfim ela voltou e com ainda mais qualidade.

Divulgação: torcedores.com.br
Divulgação: torcedores.com.br

Miller Bolaños começando como titular impôs um pouco de ressentimento ao torcedor pela forma física e entrosamento, mas foi um dos homens que incendiou a partida. Se movimentou, armou, finalizou, abriu espaços, lutou, cavou expulsão, foi jogador chave e por isso escolhido o melhor da partida.

Giuliano voltou à ser Giuliano. Correu, armou, marcou e principalmente e inteligentemente diversas vezes encostou nos zagueiros para auxiliar na transição. Quando Maicon subia, ele substituía.

Douglas jogou bem no primeiro tempo mas decaiu no segundo. Encheu os olhos dos tricolores quando desde o primeiro minuto conseguiu pressionar a defesa adversária, ação que não vinha acontecendo até então. Antes era apenas um fixo armador e ontem se transformou num velocista marcador.

Luan dispensa comentários. Se encaixou muito bem na esquerda e provocava arrepios no alto goleiro Dominguez quando trazia pro meio. E foi o que mais fez. Quase não procurou o fundo e mesmo assim foi peça importante. Vagando por entre Douglas e Bolaños, ele conseguiu alguns bons arremates e uma das assistências gremistas. Uma pena não ter deixado o tento dele.

Maicon fez uma partida perfeita. Voltou a rondar a área, voltou junto com Edinho e os laterais à atacar em bloco, voltou a ser raçudo e continuou dando qualidade e posse de bola ao meio do Grêmio.

Geromel não tem defeitos. Do principio ao fim foi perfeito.

Marcelo Grohe foi seguro e merece a convocação atual da Seleção.

Divulgação: DuckerFBPA
Divulgação: DuckerFBPA

A torcida foi fantástica. Que banda louca. Que festa linda. Que caldeirão. Que apoio. Parabéns.

Se continuar com a mesma intensidade e com a mesma técnica que vem apresentando, o Tricolor tem futuro. Agora é GREnal, jogo para confirmar a mudança drástica no momento e chegar na quarta-feira que vem de novo na Arena tranquilo e focado.

PRA CIMA DELES GRÊMIO!



Veja também