O desgaste do Grêmio em números

Time encara jogos importantes com Guaraní e Novo Hamburgo

18 de abril de 2017 - Às 11:55
Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP

O Grêmio terá um adversário adicional nesta semana de jogos decisivos contra Guaraní-PAR, pela Libertadores, e Novo Hamburgo, pela semifinal do Gauchão: o desgaste. Com viagem em voo fretado ao Paraguai, a direção e a comissão técnica tentam minimizar o cansaço que o grupo de jogadores acumulará pelo curto intervalo entre as partidas, que é de 69 horas e 30 minutos.

Até segunda-feira, este intervalo era duas horas menor. Mas a Conmebol, a pedido do Fox Sports, canal detentor dos direitos da Libertadores, antecipou o jogo de quinta, em Assunção, de 21h45min para 19h30min. Assim, os atletas poderão descansar um pouco mais.

Além do sono, a alimentação terá cuidados especiais. A partir desta terça, haverá reforço nas refeições e suplementação oferecida após os treinamentos. Após a partida, os jogadores receberão marmitas térmicas com massa, frango e molho, acompanhadas de suco ou água. Dependendo do desgaste da partida, há jogadores que costumam pedir mais de uma marmita.

Desgaste em números

— O Grêmio já disputou 19 jogos em 73 dias

— Média de um jogo a cada 3,8 dias

— A partida com o Guaraní acabará por volta de 21h30min de quinta-feira

— A viagem de volta a Porto Alegre será feita logo após o jogo em voo fretado

— O deslocamento a Novo Hamburgo ocorrerá duas horas antes do jogo no domingo

— O intervalo entre o jogo com o Guaraní e o Novo Hamburgo será de 69,5 horas.

— O Novo Hamburgo não terá jogos durante a semana



Veja também