O Adeus de Victor do Grêmio; Confira a trajetória do goleiro no Tricolor

30 de junho de 2012 - Às 13:18
Ninguém esperava que a partida contra o Flamengo, seria a última de Victor no Grêmio. Mas foi. Pelo menos o Grêmio venceu, Victor não foi vazado e teve uma boa atuação. Na noite desta sexta-feira, o presidente Paulo Odone confirmou a venda do goleiro para o Atlético-MG.
“A ERA VICTOR CHEGA AO FIM”
Victor chegou ao Grêmio em 2008, vindo do Paulista de Jundiaí e por indicação do técnico Vagner Mancini. O goleiro logo de destacou, assumindo a condição de titular absoluto.
Foi o melhor do Campeonato Brasileiro duas vezes consecutivas e chegou a seleção brasileira, sendo convocado para a Copa das Confederações.

Durante toda a sua passagem, o goleiro sempre foi visto pelas suas defesas milagrosas, inclusive na última rodada contra o Flamengo. Porém, o goleiro nunca ergueu um troféu de expressão, deixando esta marca negativa em sua passagem pelo Tricolor.

No clube, se consagrou como ‘Pegador de pênaltis’.
O goleiro sempre se destacou em defender este tipo de infração, e ganhou os torcedores. No Brasileirão de 2010, no primeiro turno, de nove pênaltis contra que o Grêmio teve, Victor defendeu cinco.
Victor não foi destaque no clássico GRE-NAL durante os 4 anos de sua trajetória no clube. Em 2009, falhou em chute de D’Alessandro, dando a vitória ao segundo time do RS. Contra o Inter, um aproveitamento de apenas 29%.
Em 2011, o goleiro estava mal, já não era o ‘Grande Victor’, o goleiro dos milagres. E tudo ainda piorou na partida contra o Flamengo, quando o goleiro tentou driblar Ronaldinho, perdeu a bola e levou o gol. Já neste período, era Marcelo Grohe, que havia feito 5 ótimos jogos, e todos contestavam a titularidade de Victor.
Em 2012, Victor estava voltando a ser um grande goleiro. Fez dois milagres contra o Flamengo e pareceu voltar o milagreiro de 2008. Porém agora, acabou deixando o Tricolor, rumo ao Atlético-MG.

Confira um vídeo de defesas do goleiro em 2008:


Veja também