No grupo do Grêmio não existe jogador ‘inegociável’, diz diretor Gremista

14 de dezembro de 2013 - Às 19:04

Após definir a saída do goleiro Dida, o Grêmio já deu aval para o Palmeiras negociar com o meia Elano, que também não deve ficar para a próxima temporada.

Com salário de R$ 500 mil, o Tricolor não terá condições de bancar o jogador por mais uma temporada. E o salário é também, impasse para acerto do jogador com o Palmeiras.
O diretor de futebol do Grêmio, comentou sobre a negociação
“O Palmeiras procurou o Grêmio nesta semana sobre a possibilidade da liberação do Elano. Nós colocamos à nossa posição sobre o negócio e ficamos de conversar novamente na próxima semana – disse Marcos Chitolina.
Em crise financeira, o Grêmio busca fundos, e a negociação de jogadores será uma boa fonte disso. O diretor Gremista confirmou que hoje não há jogador inegociável no elenco:
Hoje no grupo do Grêmio não existe nenhum jogador inegociável, basta chegar nos valores desejados que o Grêmio negocia”, disse Marcos Chitolina, diretor de futebol gremista.
Adaptado de Terra Esportes


Veja também