Na despedida oficial, Renato chora após 322 dias no comando

30 de junho de 2011 - Às 20:54
Renato se emociona na despedida do Tricolor
Em entrevista coletiva oficial na tarde desta quinta, Renato Gaúcho oficializou a saída do Grêmio. O maior ídolo da história do Grêmio ficou 322 dias no comando, e resolveu perdir demissão após os maus resultados.
Às 15h40 na conferência, Renato deu o anuncio. Emocionado, Renato falou:

– Eu lembro quando cheguei aqui, dei a primeira entrevista para vocês ano passado, acredito que eu procurei ser o mais objetivo possível sempre, procurei tratar vocês com respeito, da mesma forma como sempre fui tratado com respeito por parte de vocês. Nós nunca tivemos nenhum problema. Da forma como agradeci ao grupo, quero agradecer a vocês. Faz parte do trabalho do treinador. Queria agradecer de coração à torcida… – interrompeu, cobrindo o rosto para chorar. Recomposto, tentou prosseguir:
– …ao Grêmio, que é meu clube de coração. Tentei me dedicar nesse tempo todo. Fiz novas amizades, formamos um grupo maravilhoso.
OS NÚMEROS:

Sua trajetória começou no dia 12/08/2010 na derrota de 2 a 0 para o Goiás, no Olímpico, pela Sul-Americana. No ano passado, foram 26 jogos, com 15 vitórias, 6 empates e 5 derrotas e a conquista da vaga na Copa Libertadores com a quarta colocação no Brasileiro. Um aproveitamento de 65,3%.Neste ano de 2011, Renato comandou o Tricolor em 40 oportunidades, com 19 vitórias, 10 empates e 11 derrotas. Um aproveitamento de 55,8%.



Veja também