MP investiga vídeo de suposta ofensa racial na Arena no Gre-Nal 412

Imagem circula na internet com gremista supostamente gritando "macaco"

6 de março de 2017 - Às 18:15

A Promotoria do Torcedor do Ministério Público investiga uma suposta ofensa racial que marcou o empate em 2 a 2 no Gre-Nal 412, no último sábado, na Arena, em partida válida pela 6ª rodada do Gauchão. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um torcedor gremista proferindo a palavra “macaco” com o estádio já vazio e leva o MP a apurar mais informações sobre o episódio.

Veja o vídeo gravado pela torcida do Inter:

Em contato com o GloboEsporte.com, o promotor Márcio Bressani afirma que já entrou em contato com a Arena para coletar mais imagens sobre o episódio, para identificar o torcedor. Até o momento, apenas o vídeo que circula nas redes sociais chegou à análise do MP, que considera as informações preliminares e pouco conclusivas sobre o episódio. Não há prova que possa gerar notícia ou denúncia criminal.

– Estamos apurando. As informações estão chegando para identificar o torcedor, ver quem ele é, se aconteceu no contexto de jogo. Aparentemente aconteceu. As arquibancadas estão vazias. É preciso ver contra quem é. São coisas preliminares. Precisamos ter esses dados. A gente está em contato com vários elementos, com a Arena, para ter imagens do acesso, da saída, dele no estádio, o mais imediato possível – afirma Bressani.

Bressani ainda assegura que não há possibilidade inicial de punição ao Grêmio pelo episódio, até pelo clube estar engajado em todas as campanhas para coibir violência no estádio. O Juizado do Torcedor ainda registrou 12 ocorrências referentes a posse de entorpecente e enfrentamento com a polícia durante o clássico 412.



Veja também