Mortal nos pênaltis

15 de maio de 2011 - Às 21:23
Em um jogão, mais um nesta decisão, O Grêmio acabou perdendo no Olímpico por 3 a 2 e mais uma vez não conseguiu aproveitar os pênaltis. Victor foi muito bem, um dos destaques do jogo, mas os jogadores do Grêmio NÃO SABEM BATER PÊNALTI. Resultado: Mais uma derrota dentro do Olímpico.

Final do Gauchão 2011

Grêmio 23 Internacional
Agregado: 5-5 Pênaltis 4-5


1º tempo
Falcão surpreendeu e colocou o Inter jogando com três zagueiros. Como no primeiro jogo, Renato deixou o time ofensivo. No começo do jogo, quem tomou a iniciativa foi do Grêmio, tentando cruzamentos para a área e a bola em Junior Viçosa. Aos 11, Douglas quase fez gol Olímpico, mas Renan salvou.
O gol era questão de tempo. Aos 15 minutos, Lucio, em posição legal, recebeu na cara do gol e bateu na saída de Renan, abrindo o placar. Aos 18 minutos, Junior Viçosa recebeu de Douglas na cara do gol, invadiu a área e bateu encima de Renan, perdendo uma chance incrível.
Aos 24, Douglas bateu da entrada da área e a bola passou raspando a trave de Renan. Aos 29 minutos, Damião recebeu cruzamento e tocou de cabeça, Victor fez grande defesa. Aos 31, Zé Roberto foi a linha de fundo e cruzou, sem ângulo, Damião chutou rasteiro e empatou.
No primeiro tempo, Junior Viçosa perdeu gols feitos e a chance de decidir o jogo

Aos 34, Leandro recebeu belo passe de Lucio, mas acabou batendo mal, perdendo grande chance. O Grêmio voltou a ter o domínio da bola, porém, quem balançou a rede novamente foi o Inter. Aos 46, Zé Roberto cobrou escanteio, a zaga afastou mas Andrezinho bateu da entrada da área no canto de Victor, virando o jogo.

2º Tempo

O segundo tempo começou muito nervoso, e o Grêmio parece estar sentindo a desvantagem e o perigo do placar. Os passes errados aconteciam, porém, como de costume, a torcida do Grêmio cantava e não parava de empurrar o time. Aos 11 minutos, D’Alessandro roubou a bola, tocou para Kléber que cruzou para Damião perder uma grande chance.

Um minuto depois, Junior Viçosa recebeu cruzamento e tocou de primeira, a bola bateu na rede pelo lado de fora. Aos 18, Douglas recebeu cruzamento e tocou de cabeça para fácil defesa de Renan.

A partida era nervosa, e foi a vez do Grêmio se fechar e ser pressionado. Aos 28, Zé Roberto recebeu lançamento lateral na área e foi derrubado por Victor. D’Alessandro bateu e fez o terceiro. Aos 35, cruzamento na área e Renan, mais uma vez falhou. Ele soltou a bola nos pés de Borges, que empurrou para as redes.

Aos 40, após cruzamento na área, Borges dominou e de frente para o gol acabou batendo para fora, prensado com a zaga. Aos 43, Kléber bateu de fora da área e Victor fez um milagre, salvando o Grêmio. Aos 46, Douglas fez grande jogada e Lins perdeu uma chance inacreditável

Decisão nos pênaltis e o Grêmio foi muito mal, de novo. Culpa de quem? Dos jogadores e de Renato, que colocou volantes bater pênaltis. E agora é contratar para não passar vexame no Brasileirão.
A verdade é que, quem assistiu a decisão dos pênaltis, a de concordar: Renan quase saiu das pequena área para defender os pênaltis. Existe ainda essa regra?



Veja também