Lucas Bubols

Volante de origem, Montoya vem atuando pelo Grêmio como um meia pela direita. E se diz confortável com isso. Em entrevista coletiva após o treino desta segunda-feira, no CT Luiz Carvalho, o meia deixou a decisão sobre o posicionamento para o técnico Renato Gaúcho e garantiu: jamais faltará “atitude” dentro de campo.

No último domingo, Montoya foi titular aberto pela direita na derrota por 1 a 0 para o Bahia, em Pituaçu. O argentino afirmou que evita escolher uma posição e se coloca à disposição para o treinador escalá-lo no setor que achar necessário, até porque já conversou mais de uma vez com o comandante sobre a situação.

– Na verdade, sempre joguei de volante, mais pelo meio. Já tinha falado com o Renato quando cheguei, ele sabe. Pra mim dá no mesmo. Obviamente, com o tempo, os torcedores se perguntam. Renato sabe, é o professor, o técnico. Está claro. Vai me utilizar onde achar que rendo mais pra equipe. Tenho que me esforçar o máximo, deixar a alma em campo. Posso errar passes, mas a intensidade não – diz Montoya.

Montoya treina pelo Grêmio nesta segunda — Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

Montoya treina pelo Grêmio nesta segunda — Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

Aos25 anos, Montoya já passou por Rosário Central-ARG, Sevilla-ESP e Cruz Azul-MEX. Nos três clubes, atuou na maioria das vezes como volante ou meia central. Agora no Grêmio, tem sido testado mais pela direita de ataque. Independente da posição, o argentino garante que jamais faltará atitude em campo.

— Ele (Renato) já me perguntou, já me conhecia. Ele que manda, por isso é o técnico. Onde ele crer que rendo mais pra equipe, tenho que deixar tudo em campo. Seja pelo meio, pela direita, onde for. Atitude não se negocia. Em nenhum momento disse quero jogar aqui ou aqui — disse o jogador..

Contra o Bahia, o meio campista deu lugar a Tardelli no segundo tempo e completou 12 jogos na temporada, com 748 minutos em campo. De todas partidas, o gringo só não foi substituído uma vez, contra o Juventude, no Gauchão. Na visão de Montoya, a falta de sequência numa posição dificulta seu rendimento.

– Ele decide (a posição). Obviamente que é difícil. Se jogar seguido numa posição, é uma coisa. Não vir jogando três, quatro partidas, depois voltar de titular. Se trata muito de confiança. É um pouco difícil – conta Montoya.

O próximo compromisso do Grêmio será no próximo sábado contra o Fortaleza, no Centenário, pela 8ª rodada do Brasileirão. Antes disso, os jogadores terão a semana cheia para trabalhar. O elenco volta aos treinos nesta terça-feira a partir das 15h30.



Veja também