O ano começou com novidades para os tricolores, mas esse, já esperado. O Mônaco anunciou oficialmente a contratação de Vanderson. O lateral-direito deixa o clube gaúcho por cerca de 11 milhões de euros, mas podendo aumentar mais 3 milhões de euros a cada temporada se bater algumas metas contratuais.

Além do clube do Principado oficializar o negócio, o Grêmio também publicou uma nota, no início da manhã deste primeiro de janeiro, comunicando a venda do atleta de 20 anos. Logo após o fim do Brasileirão, o Brentford, da Inglaterra, avançou nas conversas para ter o jogador, mas o Mônaco atravessou o negócio e acabou levando a melhor.

Vanderson já havia viajado a Europa para realizar exames médicos, mas com sintomas gripais, o lateral precisou realizar teste de Covid-19 e refazer os exames. O Grêmio tem direito a 70% dos direitos do jogador e tinha contrato até 2025.

Em nota oficial, o clube gaúcho agradeceu os serviços prestados pelo atleta.

  • O Grêmio agradece o empenho profissional de Vanderson e deseja sucesso no decorrer de sua carreira – manifestou o Grêmio.

O lateral-direito estava no Tricolor desde 2018, na base gremista. Na retas final da temporada 2020 assumiu a titularidade e neste último ano dividiu a posição com Rafinha. Com a camisa do Grêmio, Vanderson disputou 52 partidas, com quatro gols marcados.



Veja também