Lá se vão mais de 200 dias desde o último jogo de André pelo Grêmio. De lá para cá, o atacante vive um período de ostracismo que deve se prolongar por mais um tempo. Afinal, o Tricolor rechaça utilizá-lo mesmo com a previsão de calendário apertado quando os jogos retornarem. Inclusive, existe a confiança de que será possível negociar o jogador após a retomada.

De acordo com o vice de futebol Paulo Luz, em papo no Podcast do GloboEsporte.com, o clube mantém contato com o estafe do atleta para tentar encaixá-lo em um novo clube. A íntegra do programa vai ao ar nesta sexta-feira.

Ainda em fevereiro, antes do país entrar em quarentena por conta da pandemia do coronavírus, o presidente Romildo Bolzan Júnior afirmou que a saída era questão de tempo.

André segue os treinos durante pandemia — Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

André segue os treinos durante pandemia — Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

Neste contexto, Luz tem ciência das dificuldades que o mercado enfrenta. Até porque não há datas oficias para o retorno ou início das competições.

— A partir das disputas nacionais estabelecidas, a sinalização que temos é que possivelmente apareça um ou outro negócio. (André) É um ativo do clube, está treinando normalmente e temos que respeitá-lo. Tenho expectativa que vai se resolver ali na frente com uma negociação oportuna e adequada para ambas partes — comenta o dirigente.

André ficou no banco de reservas apenas na derrota para o Caxias, na estreia do Gauchão deste ano. Nos outros 11 jogos do Grêmio na temporada, sequer foi relacionado. Atuou pela última vez no dia 17 de novembro, na derrota para o Flamengo, na Arena, pelo Brasileirão.

Coritiba e Botafogo procuraram informações sobre o jogador no início da temporada, mas ambos os contatos não evoluíram. Enquanto aguarda a definição de seu futuro, o atacante treina normalmente com o elenco no CT Luiz Carvalho.

O centroavante foi contratado no início de 2018, do Sport, por cerca de R$ 10 milhões. Mas nunca confirmou a boa fase do Recife em Porto Alegre. Pelo Tricolor, acumula 74 jogos e 11 gols marcados. Em 2019, foram 45 partidas, sete gols e sete assistências.



Veja também