Meia Douglas fala sobre voltar ao time do Grêmio

Recuperado de lesão no joelho, meia ainda passa por pré-temporada para ficar à disposição do técnico Renato Portaluppi

17 de agosto de 2017 - Às 12:11
Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP

O maestro aquece as turbinas para voltar ao Grêmio. Longe dos gramados desde fevereiro, quando rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo, Douglas já conseguiu matar a saudade da bola sexta-feira, quando voltou a treinar com o grupo. Agora, intensificará os trabalhos físicos para voltar a ser relacionado por Renato, o que deverá ocorrer em setembro.

Desde a cirurgia para reconstruir o ligamento do joelho, ocorrida cinco dias após o rompimento, Douglas sofreu um bocado. O meia de 35 anos, que nunca tinha sofrido uma grave lesão na carreira, teve de ficar com a perna imobilizada e só conseguia andar com muleta.

Até dormir era complicado, como ele mesmo contou em recente entrevista a ZH. Clinicamente recuperado depois de uma rotina de sessões de fisioterapia que se estendeu por meses, o meia não esconde a felicidade por voltar aos treinos.

— É muito angustiante ficar de fora, torcendo pela TV ou da arquibancada. Não senti dores, estou me sentindo seguro para voltar. Estar ao lado destas feras é bom demais, o grupo está muito unido. Agora é recuperar a parte física para ficar à disposição do Renato o quanto antes — conta Douglas.

Inscrito na Libertadores, o meia poderá reforçar o Grêmio nos jogos das quartas de final com o Botafogo, em 13 de setembro, no Engenhão, e dia 20, na Arena. Caso o time de Renato se classifique à final da Copa do Brasil, Douglas também deve ficar à disposição para os jogos decisivos que ocorrerão em 7 de setembro e em 12 de outubro, contra Botafogo ou Flamengo.

— A Libertadores é uma competição fantástica, nos dá a possibilidade de disputar um Mundial. Quando fiquei sabendo que seria inscrito, me deu ainda mais gás para voltar bem. Além da Libertadores, também temos boas chances na Copa do Brasil e no Brasileirão — diz o meia, que já conquistou a América e o Mundial com o Corinthians de Tite, em 2012.

A comissão técnica do Grêmio agora submete Douglas a uma espécie de pré-temporada. A tendência é de que esta etapa ainda dure mais 15 dias. Depois, o meia ainda será testado em coletivos mais intensos antes de voltar a ser relacionado por Renato. Segundo o médico Paulo Rabaldo, a recuperação do joelho, que será concluída em sete meses, foi total.

— Ele ainda não está pronto para atividade em alta performance, precisa recuperar o preparo físico. Mas clinicamente está curado, não ficou com sequelas da cirurgia — explica Rabaldo.



Veja também