Foto: Lucas Uebel

O Grêmio venceu o Juventude por 1 a 0 na noite desta quinta-feira, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Mas, para Matheus Henrique, o “gostinho” é que o placar poderia ter sido maior, pelas chances desperdiçadas pelo Tricolor.

No duelo na Arena, Isaque abriu o placar logo aos oito minutos do primeiro tempo. Depois, até o apito final, as equipes pouco criaram. Ainda assim, Matheus Henrique tratou de valorizar a vitória.

— Importante é a vitória. É decisão. Não importa que foi na nossa casa, contra Juventude. Fomos os únicos dos mandantes a vencer a ida agora na Copa do Brasil. Um gostinho que poderíamos ter feito um resultado maior. Mas é um resultado bom. Vamos com confiança total — disse o volante na saída de campo.

Matheus foi surpresa na escalação do Grêmio. Ele se recuperava da Covid-19 e havia ficado fora das últimas partidas da equipe. Fez somente um treinamento, mas ganhou a confiança de Renato Portaluppi para atuar nesta noite.

— Fui pego de surpresa com a Covid, mas no meu caso foi assintomático. Fui orientado pelos médicos diariamente. Não fiquei com meus companheiros. Fiquei 10 dias afastado. Tive acompanhamento diário, sabiam que o jogo de hoje era importante. Foi difícil, fiquei sem fazer nada. Treinar em casa não é igual como no clube — relatou.

A vitória simples dá ao Grêmio a vantagem do empate no segundo jogo, na próxima quinta-feira, no Alfredo Jaconi. Derrota por um gol de diferença leva à decisão por pênaltis. Na segunda, o Tricolor enfrenta o Bragantino, na Arena, pela 19ª rodada do Brasileirão.



Veja também